quarta-feira, outubro 31

Eu gostaria de agradecer aos amiguinhos que deixaram comentários no blog, mas que não deixaram e-mail, blog, meio de contato! Então, já que eu não posso agradecer individualmente, estão aqui meus agradecimentos para todo mundo ver!!! Continuem! Eu adoro feed-back!
Um big beijo. =)
"Diz-se que para encontrar uma bruxa era preciso colocar suas roupas do avesso e andar de costas durante a noite de Halloween. Então, à meia-noite, você veria uma bruxa!"
Pois é, gente, hj é Halloween. E ainda está em tempo de ver uma bruxa! :)
Eu sou emotiva pra caramba. Como a Pelagia disse num post, eu choro em comercial de sabonete. Em época de TPM, então, sensibilidade redobrada. Mas meu estado normal de sensibilidade já é o bastante. Choro em "Meu Primeiro Amor", em "Enquanto você dormia" e todas essas comédias românticas bobinhas. Chorei a doidado em "Central do Brasil". Não tenho a menor vergonha de sair do cinema com os olhos vermelhos. Choro quando vejo alguém chorando. Só não choro em novela pq aí eu já acho demais.
Domingo eu dei o endereço do blog pra uma pessoa conhecida. E foi.. hum... ahn... estranho. Este meu amigo simplesmente fez questão de ler TODOS os posts, fazer comentários sobre eles, e dizer: "É, legal!". Putz! Mto esquisito isso!

terça-feira, outubro 30

Sem posts hoje. Tô com dor de cabeça...
Só uma coisinha: meu visitante número redondo não apareceu, pra variar. Dessa vez eu até tinha premiozinho razoável. Bom, então agora o prêmio vai pro visitante de número 387. Cansei de números redondos. São mto ingratos.
Boa noite.

segunda-feira, outubro 29

Cara, se tem uma coisa que eu não goste em cinema é aquele negocinho da pipoca que teima em grudar no dente. Sim, pq a pipoca é inerente ao cinema. Aí vc fica o tempo todo tentando tirar ele dali com a língua, pq vc simplesmente não pode meter o dedão pq é obviamente de mau-gosto, e lógico, vc não consegue tira o pedacinho maldito de lá. Aí vc fica louco pra que o filme acabe pra que vc possa ir ao banheiro escovar os dentes! (Sim, eu tenho uma escova e pasta de dentes dentro da bolsa. Qual o problema?) Taí, listinha das 5 coisas que eu não gosto em cinema:
1- Pipoca que gruda no dente por motivos óbvios.
2- Celular que toca no meio do filme, principalmente quando é o seu só pq vc esqueceu de desligar MESMO.
3- Gente que ATENDE o celular no meio do filme. E fala alto.
4- Pessoa cabeçuda na sua frente. Principalmente aquela que fica o filme todo mexendo a cabeça. Aí qdo vc consegue encontrar uma posição em que o cabeção não te atrapalhe, ele mexe e lá vamos nós de novo.
5- Aquelas poltronas que reclinam. Tá, eu também não gosto daquelas horrorosas que são super desconfortáveis, mas as cadeiras que reclinam são uma droga. Pq vc passa o filme inteiro tentando reclinar a maldita poltrona, chutando o cara da frente pra conseguir apoiar seu pé (e o cara de trás chutando vc, e assim sucessivamente, nessa cadeia..), e não consegue nem assistir o filme direito nem reclinar o tal do encosto.

Credo, que mau-humor, né? Não, eu gosto muito de cinema. De verdade. Hoje fui usar meus ingressos grátis no cinema (duh, lógico!). Fui com um amigo assistir "Coração de Cavaleiro". Considerações sobre o filme depois, agora não tô mto afim de falar disso. Não que o filme seja ruim, mto pelo contrário. O que eu queria dizer é que eu venero a pessoa que finalmente teve a brilhante idéia de colocar braços de poltrona removíveis. Isso é fantástico! Na época que eu namorava não tinha dessas coisas não. (Ei, não faz tanto tempo assim, viu?!). A gente saía do cinema com as costas doendo de ficar toda torta pra poder assistir o filme (claro, pq eu pago cinema pra assistir o filme.) com a cabecinha encostada no ombro do namorado que faz cafuné. Ai ai.. Deixa eu parar de falar disso, vai. Tá me baixando uma depressão.... Alguém aí quer ir ao cinema comigo só pra me deixar encostar a cabeça no seu ombro? ("encosta sua cabecinha no meu ombro e chooooora..." Putz, tô pior do que eu pensava!!

domingo, outubro 28

Achei um negócio maior legal no jornal sobre a década de 80. Preparem-se. É que hoje eu tô com preguiça de digitar tudo. Aliás, tô com soninho....
(post inútil, né?)
Eu, que outro dia reclamei que nunca conseguia ganhar nada em promoções e afins, ganhei uma coisa ontem. Tava dando bobeira na frente do NDA depois do trabalho e acabei ganhando dois ingressos pro cinema, de grátis! :) Emocionante, ahn?
Por que TODO MUNDO vai ao Free Jazz?
Quase todos os blogs que eu entrei hoje falavam sobre o Free Jazz. Pq as pessoas fazem isso? Só pra deixar a brasiliense em greve aqui com água na boca? Vocês vão queimar no inferno por isso!! :P Tudo bem, final do ano tem B.B.King aqui. Vai ser ultra mega super hiper extra facada. Vamos ver se, se eu vender um rim, eu consigo assistir.
Obs:(deu pra sentir o gosto musical da garota aqui, hein?!)
Por falar em gosto musical, eu nunca vi pessoa mais eclética do que eu. Tirando alguns estilos que realmente não conseguem me agradar (apesar de eu já ter me esforçado pra gostar de todos, de verdade), eu agüento de tudo. Tudo mesmo. Na frente do meu trabalho tem uma concessionária (por favor, alguém podia me dizer se é assim mesmo que escreve? Não tem no dicionário) que escolhe o mais variado repertório musical para as manhãs de sábado (o dia que eu trabalho). E bem alto. Aí vc está lá, ensinando Leis de Newton pro garoto e lá fora está tocando animadamente o cd do Harmonia do Samba. Passa algum tempo, vc agora está lá envolvida com a difração da luz e a trilha sonora é Xitãozinho e Xororó. Pra terminar, eles fazem um apanhado do melhor da Blitz, Capital Inicial, Engenheiros, Lady Lu, Legião Urbana, Caetano Veloso, Ramones, Chico Buarque, as músicas velhas da Antena 1, Pedro Camargo Mariano, Zélia Duncan, É o Tchan!, Red Hot Chilli Peppers e por aí vai. Sentiu, né?! E aí, quando não aparece ninguém, eu fico lá, absorta cantando as músicas. E me divertindo.

sábado, outubro 27

O humilde bloguezinho agora está prestes a alcançar a marca dos 300 visitantes!!! Palmas!!!
Bom, como nem o visitante número 100 nem o número 200 se manifestaram, eu estou à espera do número 300. Ah, vai, me dá essa alegria!
Contato Quase imediato.
Coisas que a gente encontra na Internet e que parece que foram escritas especificamente pra você. Como TODAS as mulheres estão sempre tentando fazer uma dieta, e eu especialmente, taí um texto que encaixou como uma luva.

Hoje eu começo a dieta!

Toda segunda, um turbilhão de mulheres promete que vai começar uma dieta. E na hora do almoço come bife à milanesa. Sim, fazer dieta é muito difícil, mas se você realmente quer fazer, tem que seguir algumas coisas. Senão, sempre vai deixar para a semana seguinte. E quando vai ver, em vez de perder três quilos, precisa perder 10. Então, hoje vou dar algumas dicas para você perder aqueles quilinhos e poder usar aquela miniblusa que está encalhada no seu armário desde o verão retrasado.

- A melhor maneira de emagrecer sem precisar fazer sacrifícios é sofrer por amor. Com o coração partido você não come, e emagrece a olhos vistos. Se você não estiver namorando ninguém, invente uma paixão fictícia. Depois acabe. E comece a emagrecer por causa do sofrimento.

- Outra ótima maneira de emagrecer é quando você está dura. Sem dinheiro para ir a restaurantes, você terá que fazer sua própria comida em casa. E não poderá comprar coisas caras no supermercado. Aproveite para fazer bastante frango grelhado com salada.

- Na hora do almoço, freqüente só self services de quinta categoria. Você vai olhar para a comida e nada vai te apetecer. Daí você bota um pouquinho de cada coisa. Na hora de pesar vai ver que está comendo 200 gramas. Mas nada de pegar um pão de mel ou uma trufa na saída para comer à tarde.

- Tente ir a pé para o trabalho. Ou de metrô, sendo que a estação é 20 minutos da sua casa. Você vai se movimentar um pouco e isso já ajuda.

- Se você estiver disposta mesmo, se matricule em uma academia. De preferência bem cara. Você vai ficar com pena de não ir (afinal gastou os tubos com aquela merda) e vai se obrigar a freqüentar a aula de socos no ar.

- Pegue todas as roupas que não te cabem mais e tente usar. Bote todas em cima da cama e experimente uma a uma. Você vai ficar com ódio, pode até chorar, e vai ver que emagrecer é uma questão de economia. Afinal, ou você emagrece, ou compra todo um guarda-roupa novo.

- Ande com pessoas que também estão de regime. Nada de combinar com seus antigos amigos de ir a um rodízio. Freqüente lugares lights e ande com uma tabela de calorias na bolsa. Se bem que isso é muito exagero. Deixa a tabela na gaveta do trabalho, para você olhar quando não estiver fazendo nada.

- Lembre-se de que o verão está chegando e o biquíni te espera! Se você tiver forças, vá a uma loja de biquíni e experimente um, para calcular o quanto ainda tem que emagrecer para usá-lo sem culpa.

- Dê adeus ao seu amigo chocolate! Algum dia vocês ainda vão se encontrar!

sexta-feira, outubro 26

Eu sei que postar letra de música no blog é mto chato. Ninguém gosta. Mas eu gosto dessa música. E que se dane!

O avesso dos ponteiros
Ana Carolina

Sempre chega a hora da solidão
Sempre chega a hora de arrumar o armário
Sempre chega a hora do poeta, a plêiade
Sempre chega a hora em que o camelo tem sede
O tempo passa e engraxa a gastura do sapato
Na pressa a gente não nota que a lua muda de formato
Pessoas passam por mim pra pegar o metrô
Confundo a vida ser um longa-metragem
O diretor segue seu destino de cortar as cenas
E o velho vai ficando fraco esvaziando os frascos
E já não vai mais ao cinema

Tudo passa e eu ainda ando pensando em você

Penso quando você partiu assim sem olhar pra trás
Como um navio que vai ao longe e já nem se lembra do cais
Os carros na minha frente vão indo e eu nunca sei pra onde
Será que é lá que você se esconde?

Tudo passa e eu ainda ando pensando em você

A idade aponta na falha dos cabelos
Outro mês aponta na folha do calendário
As senhoras vão trocando o vestuário
As meninas viram a página do diário

O tempo faz tudo valer a pena
E nem o erro é desperdício
Tudo cresce
E o início deixa de ser início
E vai chegando ao meio
Aí começo a pensar que nada tem fim.
Em tempo 2:

Putz, se vcs soubessem o quanto eu fico feliz quando recebo comentários e e-mails sobre o meu humilde bloguezinho...
Ambos são mto bem-vindos, viram?

Em tempo:

Já estava indo dormir quando vi esse comentário no blog. Antes de mais nada, deixa eu agradecer ao jovem biomédico pelos elogios e pela visita, e avisá-lo que eu também dei uma passadinha no blog dele e já deixei meu comentário lá:

Pô, muito legal esse seu canto!
Mas não gostei muito da generalização que vc fez ali embaixo com a sensibilidade de nós homens ... Tem uns malucos por aí que são maneiros... E não são gays... ;-)
Mas concordo que a maior parcela é meio "unga-bunga".
FUI! Beijão!
Ah! Prazer!


Acho que ele estava se referindo ao post sobre os casais mexicanos (24/10). Não se trata exatamente de uma generalização. É apenas uma.. ahn... constatação. Apesar de que minha estatística de 70% cresce a cada dia (post 22/10). Deve ser coisa de mulher mal-amada. =)

Ah! Prazer é todo meu! ;-)
"Essa história de que não se pode misturar amizade com sexo é uma maluquice, é precisamente o contrário! É porque as pessoas envolvem o sexo em tanta merda - mesquinharias, ciúmes, despeitos, inseguranças, disse-me-disse, suspeitas, afirmações de ego, tanta, tanta merda - que fazer sexo com amigos às vezes acaba prejudicando a amizade. Não se oferece merda aos amigos, atentar nisso, os amigos são muito importantes, Então, livrar-se da merda, para poder oferecer a ambrosia, que está aí para quem quiser deixar de ser babaca e ver. Se se prestar atenção e se assumir a postura correta, o certo é comer os amigos, é absolutamente óbvio, chega a ser ridículo ter que dizer isso e apresentar como tese a ser discutida, não há nada a ser discutido, é elementar, lógico, curial. Não todos os amigos, é claro, minha idéia não deve ser deturpada, embora eu ache legítimo que alguém empreenda como missão de vida comer todos os amigos e amigas que puder. Eu mesma, de certa forma, sou assim e conheço gente assim, mais gente do que seria de esperar à primeira vista. Comer alguém deve ser um gesto de amizade e que complementa e aprofunda, não estraga essa amizade. O que estraga é o lixo na cabeça, que não é inerente ao sexo, são penduricalhos mortíferos que arranjam para ele. Experimente conversar sobre isso com amigos e coma eles, se eles se revelarem sensíveis a essa maneira de ver as coisas. Indecente é comer pessoas que não seriam nossas amigas. Isso só se admite em raríssimos casos, como, por exemplo, para satisfazer uma perversãozinha." - A Casa dos Budas Ditosos, João Ubaldo Ribeiro

Vou refletir sobre isso....
Deixa eu fazer uma consideração: desde que eu comecei a escrever meu blog, eu comecei a procurar por outros blogs legais. Entrei em um monte. E estabeleci meus favoritos. É, aqueles que eu visito sempre, que eu gosto de ler, onde o cara escreve bem, ou tem um grande senso de humor, é engraçado, enfim, vários critérios. Esse é o motivo da minha tabelinha de blogs. São os blogs que eu estou sempre dando uma olhada, que eu acompanho. Mesmo que o dono do blog nem saiba que eu existo, ou que ele não goste do meu. A propaganda é TOTALMENTE não autorizada, mas eu acho legal divulgar aquilo que eu gosto. Taí a dica.
Hoje me senti rejeitada: fiquei mais de 1:30h no canal dos blogueiros no mIRC e NINGUÉM falou comigo.. Snif..

quinta-feira, outubro 25

Resolvi colocar um link com meu e-mail aí do lado, pq acho que lá embaixo ninguém conseguia ver. Como cheguei a essa conclusão? Oras, ninguém me mandava e-mails! :)
E por falar em links, gostaram da tabelinha com os links dos outros blogs? Putz, nem imaginam a dificuldade que foi descobrir como o código desse trem funcionava, pra eu poder deixar do jeito que eu queria. Mas ficou bonitinho, né?
Estava pensando se pessoas conhecidas minhas lêem esse blog. Quer dizer, fora o Braga, que entrou uma vez, nem sei se ele continua visitando. Mas ele é praticamente irmãozinho, eu contava tudo pra ele mesmo, então com ele eu não me preocupo. Mas às vezes a gente se cobre com algumas máscaras, e aí fica numa tensão constante de a máscara cair. Aí é que as pessoas conhecidas entram.
Um amigo meu pediu pra eu dar (o endereço do blog também =) ) pra ele, e eu disse não. Disse que era pq era estranho imaginar que alguém que eu conheçesse pudesse estar me vendo sem parte das máscaras diárias.
Putz, falando assim dá a impressão de que sou a maior falsa. Mas não é isso. A gente se esconde às vezes pra poder se proteger. Eu era muito clara, franca, exposta mesmo. Ainda sou franca, mas controlo com rédea curta minha exposição. Pq qdo vc se expõe demais, vc corre altos riscos. E aí chega o dia em que alguém sabe mais sobre vc do que vc gostaria que ela soubesse. E vc se arrepende amargamente!
Por outro lado, simplesmente DETESTO ficar me podando. E eu me podo freqüentemente. Não gosto de ficar escrevendo aqui pensando em como fulano reagiria se lesse, ou se beltrana vai me achar podre por pensar assim, ou se cicrana vai se chatear pq eu falei determinada coisa dela. E isso é um saco! Pq eu gosto dessas brain storms, sabe? É, qdo vem vindo tudo na cabeça e vc vai simplesmente registrando. É mto bom, dá um alívio, uma sensação de liberdade, de lucidez. E ficar me privando disso é um saco.
Quer saber, acho que eu vou é mandar o resto do mundo pra PQP e dar (o endereço?) pra aquele meu amigo! E que se dane!!
Credo, quanta agressividade...
Eu descobri que sou mais invejosa do que pensava. Vá, admita, vc também tem inveja de algumas coisinhas. Tô falando daquela inveja dita "saudável", quando vc vê alguma coisa legal, que vc acha admirável, e aí vc quer ter igual, ou quer saber fazer igual. Não aquela inveja do "tomara que quebre a perna", nada disso. Enfim, eu tenho dessa inveja saudável. Pensando pelo lado positivo (dá-lhe Polyanna. Vcs já leram Polyanna, né?), isso até que não é de todo mal. Pq, veja bem, sentir essa invejinha boa faz com que vc sempre queira superar seus limites, e alcançar novos objetivos, adquirir novas habilidades, lutar por algo que vc queira. É, minha invejinha é boa. Enfim, digressões à parte, eu tô dizendo isso pq toda vez que eu entro num blog eu acho um monte de coisas neles que eu gostaria de ter nos meus. Desde aquela fotinho besta do stok sei lá o quê até o senso de humor do escritor. Aguardem: qquer dia eu digo aqui que estou fazendo um curso de HTML. Ou cerâmica marajoara. O que aparecer primeiro.

quarta-feira, outubro 24

Eu sempre quis saber pq TODOS, absolutamente TODOS, os casos românticos das novelas mexicanas são amores à primeira vista e altamente irreversíveis. A mocinha se apaixona à primeira vista pelo cara nobre e de bom coração que SEMPRE tem uma noiva/namorada/caso com uma mulher má, fria e calculista que tenta matar a mocinha no final da novela, mas aí ela (a noiva/namorada/caso má) é quem morre, é presa ou termina num hospício. Mas enfim, isso já são outros quinhentos.
O que eu quero saber é pq, qdo a mocinha se apaixona na primeira troca de olhares com o jovem nobre e de bom coração, ela sonha com ele e tal, aí acontece alguma coisa pra que eles não fiquem juntos e ela SEMPRE diz: "Eu vou esquecê-lo. Vou tirar ele do meu coração." (a gente também diz isso direto, mas enfim...) Aí ela sofre até que um dia ela admite: "Por mais que eu tente, eu não consigo esquecê-lo. Eu o amo com toda a minha alma, com todo o meu coração. Eu vou amá-lo pra SEMPRE, NUNCA vou encontrar outro que ocupe o seu lugar" etc, etc, etc. Tá, eu também já disse isso. Sempre que um amor termina vc pensa, mesmo que seja por uma fração de segundo, que esse foi o último, que ele era o cara da sua vida, que vc nunca vai conseguir amar de novo. Mas passa. Acreditem em mim: PASSA!
Agora, pq SÓ com as mocinhas dos dramalhões mexicanos a situação é absoluta e completamente irreversível? Ah, e detalhe: o rapaz nobre e de bom coração também não consegue esquecer a mocinha, pq ele também "a ama com todo o coração, com toda a alma, com toda a intensidade" e blá blá blá. Tá certo!!! Me engana que eu gosto!!! Homem, como todo ser insensível, esquece um "grande amor" na primeira esquina, e logo substitui por outro "grande amor", e assim por diante. Ok, eu tô exagerando. Mas esses galãs de novelas mexicanas não existem, cara! E nem as mocinhas.
Bah, esse negócio de que a arte imita a vida é tudo besteira.
Esse blog está uma rasgação de seda só! E já que é pra elogiar, elogiemos. A Pelagia (a moçoila do Rapa Nui) falou bem do humilde bloguezinho de novo. E ainda disse que eu sou simpática!!! Visitem o blog da moça, sério. Procurem especialmente os posts sobre a falta de corporativismo entre as mulheres. Qquer dia faço uma edição sobre o assunto. Pronto, fiz a propagandinha básica.
Sabe aquele lance da Zélia Duncan? Pois é, saiu o CD do "Clone". Com a música! Eu ainda tinha esperanças de que... sei lá... ah, que droga!
Tô com uma peninha do Augusto... Roubaram a carteira dele com todos os documentos brasileiros e americanos, menos o passaporte (sempre poderia ser pior...). Também, quem manda ir pra aquela terra de porcos capitalistas terroristas?!
Eu tenho a impressão de que terei sérios problemas quando as aulas voltarem na UnB (se isso acontecer ainda nessa encarnação..): não consigo mais dormir antes das 3 da manhã. Quer dizer, eu também não tento, talvez isso dificulte um pco mesmo o processo.. Hum... Vou pensar a esse respeito..

terça-feira, outubro 23

Eu não gosto de ficar pensando que cada um tem seu preço. Mas estou começando a acreditar que está cada vez mais fácil se vender hoje em dia. Uma questão de necessidade, eu não julgo. Mas não me agrada nem um pouco ver um artista que eu gosto, com uma música que eu considero de boa qualidade, sendo música tema da novela das 8. A Zélia (Duncan) vai ter uma música (na minha opinião: a melhor) do último cd como tema de um personagem qquer lá no "Clone". Foi de partir o coração! Fica uma coisa tão.... sei lá, comercial! Eu sei, também não sejamos hipócritas de dizer que ainda se faz arte pela arte, é claro que o artista quer vender bem, etc. Mas novela das 8 é apelação!!! Meus olhos chega se enchem de lágrimas de ver um cd do Djavan só com temas de novelas. Perde totalmente a profundidade da coisa. E aí, eu começo a pensar de que somos mesmo mercenários.. Ai, que triste!

segunda-feira, outubro 22

Conversando com um amigo meu, menino simpático, divertidíssimo, prendado (é, ele sabe cozinhar, lavar, passar, sapatear e polir), no momento livre e desempedido (não me perguntem pq), ele dizia que está sozinho pq as mulheres só estão a fim de caras sacanas e canalhas, pra depois poderem dizer que "homem é tudo igual, não presta" e blá blá blá, e que dessas ele quer distância. Aí eu fico sem entender. Veja bem: as moçoilas estão sempre reclamando que nada na vida tá bom, que os homens não querem compromisso, que eles só querem sexo, que "homem é tudo igual, não presta", etc, etc, etc. Eu mesma vivo dizendo isso. E chego a acreditar nisso como regra, não geral, mas pra, sei lá, 70% da raça masculina entre 12 e 90 anos. Em parte, acho que é complexo de mulher encalhada, achar que nenhum homem presta e que é por isso, por ser tão exigente e querer sempre carne de primeira, é que ela está sozinha. No fundo, ela é só uma pega-nínguem. Mas essas são divagações pra outra hora. Agora o assunto é outro. Machos e fêmeas parece que não se entendem. A impressão que eu tenho é que ambos querem, a grosso modo, a mesma coisa: colo, carinho, pegar na mão, tomar sorvete no parque, alguém pra fazer cafuné, pra te elogiar, pra confiar e, lógico, sexo. Com suas variações, dependendo do nível de maturidade e experiência amorosa, incluindo desilusões. Se existem homens procurando mulheres e mulheres procurando homens (ah, eu não tô falando de casinho de boate, pelamordedeus!), então POR QUE CARGAS D'ÁGUA EU NÃO ENCONTRO NINGUÉM?!! Droga. Tô carente.
Estou aqui há exatas 3 horas, pensando em alguma coisa interessante pra postar. Aliás, acabei de apagar o post que tava escrito aqui. Mas é que acordei num daqueles dias "nada-é-bom-o-sufiente", sabe? Eu escrevi, apaguei, tô escrevendo de novo e espero que esse sobreviva à minha fúria por perfeição. Pra quê eu estou escrevendo um post sobre isso?!?!

sábado, outubro 20

Tô banguela!!!
Ontem fiz aquela cirurgia que tira o juízo da gente. Tô aqui, banguela, só na sopinha e no sorvete. Nem fui trabalhar hoje de manhã, e meu chefe inclusive deve estar querendo arrancar meu fígado, pq eu avisei super em cima da hora e acho que nem deu tempo de arranjar outra pessoa pra botar no meu lugar. Fazer o quê?
Eu sei que tô bem. Desde ontem que estou fazendo compressas geladas, e acho que graças a isso não inchou nem tá doendo. O único problema é que minha cirurgia tava marcada pras 18h, eu cheguei lá às 17:20h (é que eu tinha que tomar uns remédios antes e tal..) e quando fui atendida já era mais de 20h. Tô lá eu, sentadinha na cadeira do dentista, me dá vontade de fazer xixi! Sai a Stella, com a boca toda anestesiada de um lado, passa pela sala de espera (minha mãe lá, me olhando e não entendendo nada) e vai pro banheiro! O dentista ficou a cirurgia toda sacaneando comigo. O importante é que acabou, agora só falta metade.
Essa eu não entendi: outro dia eu tava radiante pq meu humilde bloguezinho estava chegando à incrivel marca das 100 visitas. E hoje eu entrei e já tem mais de 200!!! Fiquei sem entender...

sexta-feira, outubro 19

Prêmio IgNobel - 5 de outubro de 2001

O Prêmio IgNobel, entregue a cada ano para as façanhas que "não podem ou não devem ser repetidas" foi entregue, na noite desta quinta-feira, na Universidade de Harvard. Os vencedores são os seguintes:

MEDICINA - Peter Barss, da Universidade McGills, pelo seu impactante relatório médico entitulado Lesões Provocadas pela Queda de Cocos, publicado no The Journal of Trauma vol. 24, no. 11, 1984, páginas 990 a 991.

FÍSICA - David Schmidt, da Universidade do Massachusetts, por esclarecer, em parte, os motivos pelos quais a cortina do chuveiro invade o espaço usado para o banho.

BIOLOGIA - Buck Weimer, de Pueblo, Colorado, por inventar Under-Ease, a roupa de baixo que possui um filtro especial, eliminando o mau cheiro dos gases antes que cheguem à atmosfera.

ECONOMIA - Joel Slemrod e Wojciech Kopczuk, da Escola de Negócios da Universidade de Michigan, por descobrir que as pessoas achariam um meio de adiar sua morte se isso fizesse com que seus herdeiros pagassem menos impostos.
Referência: Morrendo para Economizar Imposto: Evidências de Retorno nos Impostos Patrimoniais Relacionados à Elasticidade da Morte, Wojciech Kopczuk e Joel Slemrod, Bureau Nacional de Pesquisa Econômica, artigo No. W8159, março de 2001.

LITERATURA - John Richards, de Boston, Inglaterra, fundador da The Apostrophe Protection Society (Sociedade de Proteção do Apóstrofo), por seus esforços em defender e promover as diferenças entre o plural e o possessivo em língua inglesa.

PSICOLOGIA - Lawrence W. Sherman, da Universidade Miami, em Ohio, pelo seu influente trabalho de pesquisa Um Estudo Ecológico da Euforia em Pequenos Grupos de Crianças em Idade Pré-escolar, publicado na revista Child Development vol.46, No. 1, março de 1975, páginas 53 a 61.

ASTROFÍSICA - Drs. Jack e Rexella Van Impe, da Van Impe Ministries, em Rochester Hills, Michigan, por sua descoberta de que os buracos negros cumprem todos os requisitos técnicos para serem a localização do Inferno.
Referência: a edição de 31 de março de 2001 do programa de rádio e TV Jack Van Impe Apresenta (lá pelo décimo segundo minuto).

PAZ - Viliumas Malinaskus, de Grutas, Lituânia, por ter criado o parque de diversões conhecido como Stalin World.

TECNOLOGIA - Concedido simultaneamente a John Keogh, de Hawthorn, na Austrália, por ter patenteado a roda em pleno ano 2001, e ao Escritório Australiano de Patentes por ter-lhe concedido a Patente de Inovação número 2001100012.

SAÚDE PÚBLICA - Chittaranjan Andrade e B.S. Srihari, do Intituto Nacional de Saúde Mental e Neurociências de Bangalore, Índia, por sua descoberta de que pôr o dedo no nariz é uma atividade comum entre adolescentes.
Referência: Um Estudo Preliminar da Rinotilexomania em uma Amostra Adolescente, publicado no Journal of Clinica Psychiatry de junho de 2001, 62(6):426-31.

Agora me diz: depois de uma dessas, como conseguir convencer alguém de que nós, cientistas e futuros cientistas, somos normais?

quinta-feira, outubro 18

Se alguém souber como eu faço pra ajustar o relógio do blogger pro horário de verão, por favor, me comunique. Tá um saco ver tudo aqui, desde domingo, com uma hora a menos.
Outra coisinha: engraçado, né? Pra quem tava reclamando que nada aqui funcionava, que o mundo é uma droga e que tava dificílimo postar nestes últimos dias, até que eu escrevi bastante, hein? Mas é sempre assim, isto deve se encaixar em alguma das Leis de Murphy, só pra me desmoralizar. Enfim...
Momento insano:
Entrei no site do jornal local, o Correio Braziliense (é, com 'z' mesmo) e fui participar das promoções de ingressos. Eu sempre me inscrevo e nunca ganho nada (cacofonia ótima! Fazia tempo que não escutava), mas o importante é competir. Agora eu só não sei por que cargas d'água me inscrevi em uma promoção que dava direito a 4 horas em qualquer suíte de um determinado motel. É, eu me inscrevi pra ganhar horas em um motel. O detalhe é que, pra começar, eu nem tenho com quem ir (ando meio encalhada, sabe como é. Ou como gosta de dizer uma amiga minha - também encalhada - : "Sozinha por opção") e mesmo que tivesse, não tenho a menor intenção. Sou tão inofensiva, pôxa. Acho que meu subconsciente, ou inconsciente, ou sei lá, tinha vontade de ganhar alguma coisa, não importava o que fosse. Aproveitei e coloquei meu nome concorrendo também a umas entradas pra uma peça dos Melhores do Mundo. Mas eu nunca ganho nessas coisas mesmo. (cacofonia again!!)
Apesar dos pesares, estou feliz, radiante, saltitante (coisa mais bicha, né? Mas eu sou mulher, então não interessa.). Enfim, deixa eu contar: primeiro, meu blog está chegando a incrível marca de 100 visitantes (caramba, como isso me deixa feliz!!! Mesmo que as pessoas parem aqui por acaso, eu não tô nem aí). Aliás, deixa eu abrir um parêntese para um comentário besta: eu sempre vi nos outros blogs o pessoal dando prêmios pro visitantes número tal. Eu adoraria dar alguma coisa pro meu visitante número 100 (uau, como isso soou sugestivamente erótico! N-way...), por isso vou pensar em alguma coisa. Você, quando entrar e ver lá embaixo no contador o número 100, me manda um e-mail que eu vou providenciar, ok? Fecha parênteses. Outra coisa que me deixou feliz feliz foi um e-mail da Pelagia, do blog Rapa Nui elogiando o meu bloguezinho querido! E ainda tinha uma menção honrosa no blog da moça: diário de uma jovem física, que mostra que as jovens físicas são bem normais e divertidas. Adorei!!!! Já ganhou meu coração! (isso também soou meio gay...)
Droga! O Universo conspira...
Eu não tenho conseguido postar aqui direito já faz uns 3 dias. Primeiro foi a falta de assunto mesmo, pura e simples. É duro admitir, mas tem aqueles dias em que a inspiração não bate, e que nada acontece, e aí vc fica sem ter o que conversar até com o cachorro (é, eu converso com meu cachorro!!) e quanto mais escrever no blog, que passa por um rigoroso controle de qualidade. (Imagina se não passasse... =) ).
Agora meu problema é puramente tecnológico. Eu tinha até alguma coisa interessante pra dizer, algo que ouvi por aí hj. Cheguei em casa feliz da vida, pensando que ia finalmente ter alguma coisa interessante pra contar, mas a porcaria da minha conexão com a internet tá um lixo, pra não dizer nome mais feio. Já inclusive mandei um e-mail pro Serviço de Atendimento ao Consumidor, bem bravo, por sinal, e agora só tô esperando a resposta. Enquanto isso, acho que os posts vão ficar meio palhas mesmo, pq até me esqueci do que era que eu ia dizer. C'est la vie...

quarta-feira, outubro 17

Deprimente: minha vida tá tão sem emoção que eu não tenho o que postar. E minha internet tá tão lenta que não consigo achar nada de interessante pra postar. E a televisão tá tão palha, que dispensa comentários.
Coloquei uns links de alguns blogs que costumo visitar e que eu acho interessantes. Provavelmente, são blogs que nem sabem que o meu existe, mas eu não me incomodo de fazer a propaganda não autorizada deles. Com o tempo a lista vai crescendo, eu encontro muita coisa legal na net. Taí a dica.

domingo, outubro 14

Ê, boca! Foi só eu falar, e agora, precisamente 23:38h, já no horário de verão, está tocando My girl no "Para ouvir e amar"! Que bonitinho!!!!
Podem me chamar de brega, de cafona, de mal-amada, do que quiser. Mas a verdade é que eu gosto de escutar o "Para ouvir e amar" do rádio. E sabe pq? Pq eu gosto de escutar músicas que a gente não escuta sempre. A Nova-FM, por exemplo, é muito legal, só toca música nacional. Mas são sempre as mesmas músicas. Assim como a Rádio Nacional e a Rádio Câmara. Até das músicas da Antena 1 (tá, tá, é música de consultório de dentista e de elevador. Mas é música velha, tem umas tão legais! Em que outra rádio se pode ouvir "My girl"?) eu já tava enjoada. Escutar essas musiquinhas antigas, calminhas, bonitinhas, falando de amor de uma maneira beeeem melosa.. Ah, é legal sim! Quer coisa mais de impacto do que: You would never ask me why/ my heart is so disguised /I just can't live a lie anymore/ I'd rather hurt myself/ than to ever make you cry/ There's nothing left to say/ but goodbye.?

sábado, outubro 13

Eu não acredito nessas coisas místicas, de tarô, horóscopo e astrologia em geral. Cientistas sempre são céticos em relação a toda essa bobeiragem. Mas é aquele ceticismo de todo mundo: ninguém acredita, mas sempre dá uma olhadinha no horóscopo quando pode, "só pra ver o que tá dizendo", mesmo que seja aquele mixuruca do jornal, que fica perto da seção de quadrinhos.
(abre parênteses: minha professora de inglês tava contando que há um tempo atrás, quando ela morava no Rio, ela era revisora de um caderno do "O Globo". Ela disse que recebia as colunas, revisava e publicava. Inclusive a coluna de horóscopo. Só que às vezes tinham uns problemas, as notas não chegavam, e ela era a encarregada de escrever o horóscopo do dia. Obs: Não, minha profa não tem nenhum tipo de estudo ou formação em astrologia e afins. Quer prova maior de que essas coisas não merecem crédito? Fecha parênteses)
Enfim, eu tava dizendo que não acredito, mas acabei de ler uma descrição que sou eu exatinha.
A Estrategista - Observadora e analítica, você tem excelente capacidade mental, senso de justiça e equilíbrio. É capaz de desenvolver projetos desde que acredite na sua validade. Apesar de criativa, nem sempre apresenta soluções possíveis para os problemas: fica mais na teoria do que da prática, o que pode levá-la a criar muitos castelos no ar. Sociável, se dá bem com todo mundo e fala muito. Em compensação, tem dificuldades de lidar com seus sentimentos e demonstrá-los e de se envolver emocionalmente com pessoas ou situações. Tem muito medo de se descontrolar e perder a clareza. Signos de Ar (Gêmeos, Libra e Aquário) costumam comportar-se assim.
E sabe o que é mais bizarro? Tem gente comprando!
Depois da frase infame da apresentadora do programa "Sai da frente que atrás vem.... jóia!" eu resolvi desligar a televisão.
Momento surreal:
Feriadão, 1:20 da madruga, amanhã eu não tenho que acordar cedo pra trabalhar, e eu estou em casa, com cara de besta na frente do computador e assistindo um programa de leilão na CNT, onde vc dá os lances pelo telefone ridículo de 0300 7 8 9 10 11 e onde um cara acabou de cantar "Only you" quando estavam leiloando um anel que era o último de sei lá que categoria (?).
Hoje me encontrei com o Braga na internet. Que saudades!!! Tanto tempo que não tinha notícias dele. Ele falou que lembra de mim todo dia lá na AMAN pq tem uma cantina que vende Croissant e pq a primeira vez que ele comeu croissant foi comigo. Olha que fofinho!! Mesmo que não seja verdade, é fofinho!!!
Ele me encheu de beijinhos virtuais! Um beijo enorme e bem real pra vc, lindinho!
Caramba, tô passada!!! Comentário da LaLaLa sobre o post de 7 de outubro. Brasília é mesmo a maior cidade pequena do país! Putz!!
HeHeHe, muita coincidêcia! Mais ainda se eu te contar que qdo li seu mail na lista dos Blogueiros e vi q c era de BsB, pensei logo... "Cara, eu conheço uma Stella. Ela estudou lá no CM. Era amiga da Francilene e irmã da Giovana". Até aí blz, qdo eu leio o seu blog, eu leio "q estudou no CM comigo". Ae, depois eu conclui q vc é vc qdo "Fran saiu da transamerica" (Eu sei q a nossa amiga em comum trabalhava(?) lá) HaHaHaHa!!! Q coisa mais de maluco!

sexta-feira, outubro 12

Outro daqueles dias nhem-nhem-nhem. Fui receber meu pagamento, que pra minha surpresa veio mais do que eu esperava. Como eu imagino que o NDA não goste de jogar dinheiro fora, tomei como certo e já até depositei na minha conta. Aproveitei pra dar uma passada no shopping pra fazer umas comprinhas. Espírito consumista a toda! Mas não tava muito a fim de gastar dinheiro não. Comprei pouco. Volto lá num dia de maior inspiração.
Meu pai viajou, foi ver minha avó que não está nada bem no hospital já há alguns dias. Coisas da vida...
Consegui dar um jeitinho na página aqui. Sim, isso que vc está vendo é um jeitinho, ok? Tá, tá, eu sei que não é nada. Mas é o melhor que eu consigo fazer. O quê? Vc acha laranja enjoativo? Ah, fala sério! Ficou tão bonitinho.
Tô orgulhosa de mim. Ser autodidata é o bicho!!!! Principalmente pq 3 dias atrás eu não sabia nem o que era html.

quarta-feira, outubro 10

Contando assim, ninguém acredita. Meu vizinho recebeu o pagamento de uma dívida esses dias em colchões. É, o cara ao invés de pagar em dinheiro, pagou em colchões. Agora, os carros do vizinho tão ficando na rua, pq a garagem tá cheia de colchões empilhados. Mas lotada mesmo. Deve ter, sei lá, uns 70 colchões lá dentro. E agora ele tá tentando vender, pra se livrar, né? Bizarrices de cidade grande!
Ah, eu tô achando esse meu blog tão feinho... E o pior é que eu não entendo lhufas de HTML pra deixar ele mais bonitinho... Snif..
Quer comparação mais nonsense que "Meu coração é um porta aviões perdido no mar esperando alguém pousar" ? Pois é...
Não é que agora funciona?
Hummm...
Cara, eu sou uma pessoa super paciente. Dessas bem calminhas mesmo. Mas se essa DROGA de computador não colaborar, eu vou ficar muito, muito, mas muito mesmo, brava. Consigo postar mas não publicar. A PORCARIA da conexão tá um lixo, já gastei uma fortuna de interurbanos pra aqueles mercenários do suporte técnico que não me ajudaram em nada. E o blogger ainda não colabora! Saco!!!!!!!!!!!!!
Hoje foi outro daqueles dias Nada. Seminários de tarde, passei no NDA pra pegar a apostila mas ainda não tava pronta, esqueci de buscar o pagamento, a UnB tá um lixo por causa da greve (porquinha mesmo!!!), prova de francês de noite. Ah!!! Que saco! Tô cansada de não ter o que fazer!!!

terça-feira, outubro 9

Sabe aqueles dias em que nada acontece? Pois é, hoje foi um típico "Dia Nada".

domingo, outubro 7

Começou a guerra. Os EUA atacaram o Afeganistão. Eu nem quero falar sobre isso. Me deprime. Droga de guerra estúpida. Só falta o nosso brilhante presidente querer apoiar a guerra mandando tropas. Saco!
Tivemos uma noite divertidíssima ontem. E cheia de surpresas.
Uma amiga ligou, chamando pra a gente sair pra comer alguma coisa. Eu liguei pro Zé, ele topou, combinamos de ir no Armazém do Ferreira, um lugar onde o Zé já foi e disse que era legal. Tudo combinado, liguei pro Bruninho, chamando ele pra ir com a gente, "legal, é aqui perto de casa mesmo!". Ele topou. 5 minutos depois, liga o Zé, dizendo que já tinha combinado de ir ao cinema com o pessoal da mecanerds, e justamente no horário que a gente ia sair. Furou. Liguei pra menina:
- Tenho boas e más notícias: a boa é que o Bruninho vai. A má é que o Zé furou. Tem outro compromisso.
- Poxa, e eu vou ficar segurando vela?
Ela cismou que o Bruno é o grande amor da minha vida em potencial. Nada a ver. Pura amizade. Nem colorida é.
- Ah, menina, deixa de frescura. Vc não tá nem de longe segurando vela.
- Mas eu vou arranjar alguém pra ir comigo.
Só que o lugar já tinha mudado. Como ia me dar carona, ela queria um lugar mais perto daqui de casa. Decidimos ir no Marujo, o lugar com filé com catupiry mais gostoso da Terra.
Só que ela ligou pra Deus e o mundo. Pra agenda inteira, entre amigos e amigas. Quem já não tinha compromisso, não tinha como ir, tava doente, sem dinheiro. Em resumo, ninguém podia ir. Pensamos até em chamar o Osvaldo (cara, o Osvaldo!!), mas não imaginamos que ele fosse topar sair só com a gente.
Ela foi incomodada. Tava se sentindo super mal com a situação. Sem motivo, juro. No carro, foi dizendo que só podia ser destino, que ela ia encontrar o amor da vida dela naquele bar naquela noite. Absolutamente ninguém tinha podido ir pra fazer companhia.
No caminho, o Bruninho ligou.
- Ah, tô ligando pra avisar que o bar fica na 105, viu?
É que eu não sabia direito a quadra. Nunca sei. E ele sabe disso.
- A gente já tá chegando, desculpa o atraso.
- Tá, eu desculpo se vc não se acostumar.
Que gracinha!
- Eu vou pegar uma mesa, ok? Tô aqui com meu primo.
Desliguei o telefone.
- Mulher, já sei quem é o amor da sua vida: o primo do Bruno. Ela ficou aliviada
Quem sabe? Ou então o Bruno mesmo.
Chegamos lá. O bar nem tava muito cheio. Primeira coincidência da noite: eu conhecia o primo do Bruninho. Ele tinha estudado no CM comigo. Não éramos propriamente amigos, mas conhecidos. Segunda coincidência: a minha amiga conhecia o primo do Bruninho. Tinha feito uma matéria na UnB com ele semestre passado. Mas não parou por aí.
A noite estava sendo super agradável. Muito divertida mesmo. Os meninos são ótimas companhias. De repente, a gente vê um colega da Física entrando no bar, com um outro cara. Eu peguei no braço da menina:
- Olha: o Fulano!
- Nossa! Coincidência, não?
Foi bem na hora que o Bruno levantou a mão e cumprimentou o rapaz.
Eu pensei com meus botões: "Ah, ele deve estar de brincadeira, né?"
Só que o Bruninho se levantou e foi falar com ele. Quando voltou pra mesa, acompanhado dos dois recém chegados, eu perguntei:
- Vc já conhecia o Fulano?
- Conheço.
Eu e ela com cara de surpresa.
- De onde?
- Ele faz dança de salão comigo.
Terceira super coincidência. O menino que tava junto com o menino da Física, primo dele, vira pra minha amiga, depois de alguns minutos de conversa:
- A gente não já se conhece?
- Não sei, realmente vc não me é estranho.
- Vc estudou no Marista?
- É mesmo, vc também estudava lá, né?
Pronto, os dois tinham sido colegas, inclusive se formaram no mesmo ano.
Quarta coincidência.
A noite continuava sendo agradável. Vem a hora básica onde as mulhereres vão ao banheiro. O Marcos, primo do Bruno, diz que só pode ter uma mesa de ping-pong dentro do banheiro feminino, pq é a única explicação plausível pra mulheres sempre irem acompanhadas. Teoria interessante.
Enfim, voltando do banheiro, vejo alguém vindo na minha direção. A Cris!! Minha amiga desde a 5ª série, já devia fazer mais de um ano que a gente não se via. Quinta surpresa. A minha acompanhante voltou pra mesa, enquanto eu fiquei converando com a Cris. Aliás, parênteses pras novidades:
- Hélvia virou paty
- Inara disse pros pais que ia dormir na casa de uma amiga e foi pra chapada. (inacreditável, a Inara?)
- Edu tá metido.
- Fred ninguém sabe cadê.
- Fran largou o emprego na Transamérica e tá comprando coisa pra casa, depois que teve um aborto natural e tá quase casada com um cara rico.
- Cris sofreu um super acidente de carro. O carro capotou, foi sério mesmo. E eu nem fiquei sabendo.
Inclusive marcamos de fazer alguma coisa no feriado. Tá todo mundo tão diferente que vai ter conversa pra pelo menos um ano.
Mas agora vem a super-hiper-mega-maxi-big-big surpresa a noite: Quando voltei pra mesa, quem vem ao nosso encontro: o Osvaldo! E ainda reclamou: "Poxa, nem chamaram!!" A única pessoa que a gente não chamou, a última pessoa que a gente esperava encontrar no Marujo era o Osvaldo. Sexta super coincidência.
Bom, agora eu tô com uma reunião do pessoal da 5ª série marcada pro feriado; a minha amiga tá achando que o amor da vida dela só pode ser o Osvaldo, tamanha foi a nossa surpresa de encontrá-lo lá; o Bruno tá esperando uma chuva de canivetes daquelas, pq eu nunca ligo pra ele, e dessa vez eu não só liguei como convidei ele pra sair. Ufa! Noite animada.

sábado, outubro 6

Momento inútil: vc também cantava, com certeza, que batatinha quando nasce, se esparrama pelo chão , né? Pois é, sabia que o certo é que a batatinha quando nasce, espalha ramos pelo chão?! Emocionante, hein?

sexta-feira, outubro 5

Foi tão bonitinho. A aula pra 4ª série. Aquele monte de crianças chamando a gente de tia!!! E, putz, como essas crianças são espertas. Fomos pras salas depois da apresentação, pra tirar dúvidas. Eles perguntaram de Big Bang a Buraco Negro. E eles são super curiosos, super interessados. O Marcos deu um verdadeiro SHOW. Ele leva muito jeito pra dar aula, e muito jeito com crianças. Ele fez umas analogias muito bonitinhas pra explicar pras crianças. Taí a graça. A gente se divertiu. Ficamos até com vontade de dar mais dessas aulas assim. Tá lançada a idéia.

quinta-feira, outubro 4

Estou tentando desenvolver uma incrível técnica de escovar os dentes com a mão esquerda. Já já arrumo uma utilidade pra isso..
Amanhã é o grande dia: o dia da aula de Astronomia pra 4ª série. Até agora, tá dando tudo errado. Aliás, tenho que ir amanhã 7 h da manhã pra Unb, pra tentar arrumar pelo menos a metade dos nossos tilts com o Zé. Só de pensar, já me dá uma preguiiiça. Qualquer coisa, o plano B é se esconder no banheiro até eles desistirem de esperar pela gente. E nunca mais passar nem na porta do Inei.
Acabei de procurar: "log", no meu dicionário aqui, é "tora de madeira".
Algum sentido? Não vejo.
Mudei um pouquinho o blog. Ah, esse nome de "Diário de Bordo" tava palha, sejamos sinceros. É o nome mais comum que existe pra um blog, que no final das contas, é um diário. ("log" é "diário" em inglês, não?! Li isso em algum lugar. Não, não foi no dicionário. aliás, boa idéia...). E eu não gosto de coisas comuns. Tanto que resolvi fazer física.Todo mundo dizia que eu devia fazer direito ou psicologia. Bizarro, não? N-way, pensei em alguma coisa que diferenciasse, que me identificasse. Bom, massa é energia. Eu sou muita massa e pouca energia. Mas quem sou eu pra contrariar Einstein? Enfim. Mudei o nome. Até segunda ordem. Ou até eu enjoar dele.
Passarinho verde me contou que Talitinha está enciumada por causa do dito cujo, o que me deixou deveras preocupada. Sim, primeiro pq é um ciúme totalmente sem fundamento, já que não rola nenhum sentimento exceto amizade entre nós dois (Juro!! Pq será que ninguém acredita?!). Segundo pq isso pode desgastar nossa amizade (minha e de Talita), pq ela pode estar imaginando que, já que eu não sinto nada por ele, eu só posso ser uma cachorra mal-amada que tá sacaneando com o amigo dela, o que é pior. Principalmente se ela tomar umas dores que não existem. Ai ai, como as mulheres são complicadas!

terça-feira, outubro 2

Ele (pra manter o sigilo, sabe como é) acabou de dizer para Ela que está 'ficando com uma menina'. Não entrou em maiores detalhes. Bom, reflexões sobre o assunto:
1) Pra ele dizer que está ficando, é pq já ficou algumas vezes, e está ficando há algum tempo.
Mas então, por que cargas d'água ele não contou antes. Tipo: "Oi, tudo bom. Tenho uma novidade: tô ficando com uma menina!"
2) Ele tava esperando a oportunidade em q ela perguntasse pra contar, pra não parecer que ele queria contar tipo de propósito.
3) Soou como quem diz: "Aí, nem rola mais."
4) Chegou a passar pela cabeça dela que ele podia estar dizendo isso como que pra testar.
Ela se mantém a mesma. A conversa continua. Vem a pergunta fatal:
"Fulana, o que foi que vc tá assim?" A-há, te peguei!

Aí, falando na primeira pessoa agora: juro que mantive a pose. Afinal, não faço esse tipo que se irrita por qquer coisinha. E mesmo quando me irrito, se percebo que foi provocação, nunca dou esse gostinho a quem me chateia. Desta vez, não foi o caso. Fiquei surpresa, confesso. Ontem mesmo, eu e a Alessandra estávamos pensando que.. Bom, esquece. O importante é que tá mais do que claro que ele tá se achando que está por cima da carne seca. Que eu fiquei com ciúmes, etc, etc, etc. O que não faz o menor sentido! Afinal, somos amiguinhos. Sou a primeira a torcer sinceramente para que ele encontre alguém legal, alguém que goste dele de verdade, não alguém como eu. Tá certo que ele também não me ama, assim não tô cometendo nenhuma atrocidade. E, pôxa, sem demagogia, eu torço pela felicidade dele. Não tem pq agora a criatura vir com essas frescuras!!! Como os homens são complicados!
Tô gorda!!!
É, gorda e desesperada. Sabe aqueles dias em que vc tá simplesmente gorda?! Hoje foi o dia da gordura. Fui vestir uma calça que comprei não faz muito tempo pra ir ao Francês. A calça tá apertada. Não tá nada monstruoso, mas tá apertada. E isso é aterrador!!! Pq mulheres têm que engordar? Quer dizer, todo mundo engorda. Mas nesse tipo de situação, vc tem a impressão de que o mundo todo mantêm seus pesos na margem da normalidade, e só vc tá virando uma baleia. (Aliás, salvem as baleias!!) Droga de apelo visual. Droga de padrão de beleza da mídia. Droga de bombom de chocolate!!!!
Mau humor TOTAL!!!
Momento inútil:
TITANIC: Os corpos congelados no fim do filme, estão boiando porque o gelo é mais leve que a água, certo? Então porque Leonardo Di Caprio afunda como uma âncora quando ele morre? Heim? Heim?
Estamos aqui na UnB. Viemos pra deixar bem bonitinha a aula que vamos dar no Inei. Tá saindo. E tá ficando verdadeiramente bonitinha. Já estipulamos, por unanimidade, que é o Marcos quem vai dar a aula. Espera só até ELE tomar conhecimento disso.. :)
Momento Nerd!
Vc sabia que no século XVIII acreditava-se que quando caia um cometa era que o diabo tinha acendido o seu cachimbo e jogado fora o fósforo? Ou seja, os cometas simbolizavam mau agouro, e dos brabos!!!!

segunda-feira, outubro 1

Dia de alta auto-estima!
Acordei me sentindo gatona! Estou indo dormir me sentindo gatona. Dentro das minhas limitações, lógico. Mas estou me sentindo linda! Sei lá o que aconteceu comigo, mas ando até recebendo elogios! Caramba, eu, recebendo elogios!!! O Augusto ontem me perguntou sobre o tamanho da fila de homens atrás de mim. (hehehehe, Augusto, vc é uma gracinha!!!). Quando eu respondi que não chovia na minha horta, ele disse que "já já o povo percebe o que está perdendo, vc vai ver". Será que minha hora chegou???
Hoje foi o dia de ver coisas palhas na tevê. Num programa hj à tarde, tava passando o convite do casamento da Carla Perez (!), e eles tavam contando o cardápio da festa. Agora me diz: tem coisa mais besta do que passar todo o cardápio do casamento da Carla Perez na televisão, incluindo as mesas de frios, os pratos principais e as bebidas? E o que me interessa saber que vão servir comida japonesa e comida baiana neste ilustre matrimônio? Aliás, acho inclusive que sushi não deve combinar muito com acarajé! E depois foi o batizado no filho da Simony. Bleh!!!! Fala sério!!!!
Vi hoje a tarde na TV um programa sobre blogs. Puxa, esse negócio é tão popular assim? E eu crente que era uma coisa nova, que eu tinha feito uma grande descoberta. O pessoal que tava lá já bloga (putz, eu detesto esses estrangeirismos, mas vai dizer o quê?) faz um tempão, tem páginas super estruturadas (e eu aqui não sei nem o que é html direito..). Puxa, estou me sentindo tão comum...
Bruninho ainda não respondeu meu e-mail. Será que isso tem alguma razão oculta??
Coisa ridícula!!!!!!
Tá passando na televisão uma matéria sobre rinhas de pittbulls. Simplesmente absurdo! Um cachorro grudado no pescoço do outro, no final saem os dois sangrando, e o dono achando "adrenalina pura". Esses caras é que são os animais animais da história. E no sentido irracional da história! E o imbecil ainda teve a cara de pau e a ignorância de dizer: "Ah, ele faz pq ele gosta de lutar. Se ele não gostasse, ele não brigava." Idiota!
Indignação total, é muita crueldade! Caramba, fiquei até sem ter o que dizer...
Domingozinho inútil. Dormi muito, a tarde toda. Tanto que, inclusive, perdi a hora do show da Marisa que ia ter na Esplanada. Não faz mal, pq choveu mesmo. ("as uvas estão verdes...").
Conversei com o Augusto hj no ICQ. Putz, que falta que ele faz aqui. Mas fico feliz por ele estar se encaminhando lá nos States. Tomara que dê tudo certo, q ele fique bem rico e possa vir aqui no Brasil uma vez por mês pra visitar a gente. Morro de saudades.
Ai ai, e ainda tem relatório da bolsa pra fazer. Saquinho!