quinta-feira, janeiro 31

"A idéia de que beber líquido durante as refeições leva a engordar é equivocada, segundo afirma o médico paulista Jair Tadeu Gonçalves de Oliveira. Oliveira garante que, para preservar a silhueta, a ingestão de líquido nas refeições seria até benéfica, pois ela ajuda a driblar a sensação de fome. O único problema desse hábito é dificultar a digestão, mas isso pode ser compensado. Basta ter o cuidado de mastigar bem os alimentos. Outra lenda, ele diz, é de que bebidas com gás causam celulite, problemas relacionados com distúrbios hormonais, metabólicos, hereditários e outros. O dióxido de carbono das bebidas gaseificadas não é calórico nem se transforma em gordura. Para enganar o estômago, a dica do médico é tomar o refrigerante com gelo, pois o gás se contrai quando esfria e se dilata aquecido, no organismo. Isso dá a sensação de saciedade e diminui a fome."
Deu na Veja.

Era tudo o que eu queria. Agora só falta eles descobrirem que chocolate emagrece. Aí minha felicidade será completa e eterna!!!
Pelagia, amiga, o que foi essa profunda avaliação psicológica, social e estético/estilística do Mordi? Fiquei tão impressionada que nem tenho comentários a fazer, ainda me refaço do susto com tamanha perspicácia e imaginação. Não que eu esperasse menos de vc, claro. Mas assim, tudo de uma vez!! Enquanto lia, fiquei rindo sozinha no laboratório. E as pessoas em volta deveriam estar pensando "lá vem aquela louca física feliz. De novo!". E eu guardo meus singelos argumentos pra um outro momento, mais propício talvez.
Ah, e Sherlock é vc. Sou apenas um mero Watson.....
Hoje tive um dos meus surtos. Mas foi um misto de surto de sinceridade com surto de excitacao. Por motivos que nao vem ao caso, contei pra Talitinha sobre o blog. Era preciso, pra extravazar meu surto de excitacao. E dai pra desencadear o surto de sinceridade foi um pulo, debandei a falar. Nao que isso me preocupe verdadeiramente. Nao tenho o que reclamar da Talita em materia de confianca e discricao. E tambem acho que ela nao entendeu direito nem o que eh blog, provavelmente nunca vai chegar nem a entrar aqui. Mas eh estranho quando vc se dah conta de que isso nao vai ficar anonimo pra sempre. Mais dia, menos dia, todos vao saber. E ai nao vai mais dar pra se esconder.
Aquele papo do ex namorado ainda me preocupa. Mas nem tanto. Acho que eles estao mais preocupados em parecer legais e conquistar publico do que em realmente fucar (eh, o velho teclado sem acento... leia-se fusssssar) no que eh o mundo blogueiro. Ateh um dia que eles vao enjoar. E ai eu terei paz novamente. Ou nao...
Falando nele (ando falando demais dele ultimamente, nao gosto disso), um amigo acredita e defende a tese de que eh ele o autor da tal declaracao. Pouquissimo provavel.
Drink me!

Which drink are you?

Hehehehe
Estou sucumbindo ao mundo dos testes inúteis.
Olha!!!
O moço pensou que só pq eu vi duas fotos (uma da época do arco-íris em preto e branco e outra de longe, no cantinho, num churrasco cheio de gente) não poderia participar do enquete da Pelagia. (Brincadeirinha, viu, amor, as fotos estão ótimas!!).
Ok, não vou estragar a brincadeira. Mas Pê, qdo vc tiver resultados mais concretos da opinião pública a respeito do assunto, eu te digo minha teoria. Que era a mesma antes de eu ver as fotos. ;-)
Momento "Como as pessoas chegam aqui por meios bizarros" - edição especial:
- produtoras sexo
- e-mail gostosa são paulo sexo real
- blog bunda
- casa dos artistas fotos sexo
- gorda sexo
- fotos cocô bizarro (eca!)
- filme fazendo cocô (eca eca!!)
- sexo e cocô (acho que vou vomitar...)

Putz, ninguém entra aqui procurando nada normal não, hein!?!?!

quarta-feira, janeiro 30

Ok, vou aproveitar pra deixar alguma coisinha aqui, agora que consegui me livrar por um momento dos olhares curiosos de "o quê vc tá fazendo??". Tive que ficar pelo menos 40 minutos parada olhando pro blog do Iberê (sempre o Iberê...) e vendo minha caixa de mensagens, lotada de e-mails por responder, e sem quase nenhum realmente significativo a receber. Expectativa é mesmo fogo!

Vou começar pelo meu admirador secreto secretíssimo. Já contei que recebi uma declaração de amor gravada no vidro traseiro do meu carro, né? Pois é, tá lá ainda, vou levar pra perícia. A verdade é que virou atração turística. Tive que mover meus pauzinhos e sair perguntando discretamente como quem não quer nada:
- Oi, foi vc quem escreveu "Stella, te amo" no meu carro ontem?
pra possíveis suspeitos ou cúmplices. E aí todo mundo queria ver. Já estava a ponto de agendar excursões. Na verdade, tinha meus palpites. Não, infelizmente imaginei que não fosse nada de mais, provavelmente alguma brincadeira. Mas conversando com um amigo, tenho que admitir que ele tem razão em pensar que não é tão óbvio assim. Vejam:
- pouquíssimas pessoas conhecem meu carro a ponto de reconhecê-lo no meio de um estacionamento lotado. Exceto pelo adesivo escrito "Física" e o limpador de parabrisa traseiro comido pelo cachorro (que por sinal mta gente não notou, o que é fácil de entender pq ele não existe mais), é só mais um carro entre tantos. É até um carro bem comum, de cor comum, modelo comum.
- é letra de homem, isso é certo. Desta forma estão descartadas as amigas, na hipótese "brincadeira".
- é alguém que me conhece minimamente bem, pq meu nome estava escrito do jeito certinho. E não sei qual a dificuldade, mas poucas pessoas acertam.
Bom, excluídas todas essas pessoas que não se encaixam nos três quesitos acima, eu tinha meu palpite, que foi inclusive bem aceito por um trio de amigos com quem estava trocando umas idéias: um amigo meio exagerado, bem capaz desse tipo de declaração. Só que aí eu decidi que não queria mais saber quem era não. O que me importava era a ação em si, não as intenções ou o agente. Alguém me ama e ponto. Não me importa se foi minha mãe ou o gatão de olhos verdes da aula de Física.
Já tinha até esquecido do assunto (mentira), quando o tal amigo chegou.
- Menina, fiquei sabendo que vc está fazendo o maior sucesso!!!
- Fala sério, Fulano, que não foi vc.
- Juro, não fui eu. Mas tô morrendo de curiosidade pra saber quem é. Vamos fazer uma lista e...
Pronto, ele já tinha até um plano de ataque e eliminação pra descobrir o autor da façanha. E eu tinha uma pulga atrás da orelha. Se não era ele, quem era então?
Mas aí voltei ao meu pensamento anterior. O importante é que alguém me ama.
Sim, me contento com pouco. E daí?
Eu disse a ele que do jeito que se descreveu, eu o imaginava no mínimo vesgo, careca, corcunda, um Quasímodo moderno. Mas nãaao! O moço faz o tipo normal, talvez com um pouquinho mais de músculos do que eu pude imaginar. Um charme, menina! Ah, e usa óculos. Mas aí já é uma questão de gosto pessoal.
Pelagia, querida. Uma coisa eu sou obrigada a afirmar categoricamente, mesmo que essa porcaria de teclado nao tenha acentos (assunto recorrente, por sinal): o moco nao eh isso tudo de feiura nao. Vai entrar pros topicos de discussao futuros, agora jah estao morrendo de inanicao la em cima me esperando pra almocar. Me aguarde.
Ah, a Deanna, voltou. Legal ne?
Ps em tempo: Deanna, vc não tem pena da gente não?! Cadê vc!?!?!
Tópicos de discussão para amanhã:
1) Momento "Como as pessoas chegam aqui por meios bizarros" - edição especial
2) Meu novo admirador secreto secretíssimo.

Tô com sono demais pra pensar nisso. ZZzzzZZzzzzZzzZZzzzz

terça-feira, janeiro 29

Repararam que a pagina do tal Blogger Pro parece propaganda das incriveis canetas Pen sei lah o que, aquela que o cara fala mais rapido que a velocidade da luz, sabe?
Gente, os comments funcionan, ta? Eu sei que o Fala Serio dah pau dia sim e outro tambem (abre parenteses: e eu nesse maldito teclado sem acentos. fecha parenteses), mas nao eh nada pessoal, acreditem em mim. Por isso, continuem tentando. E eu nao canso de clamar:
Ninguem vai se habilitar a me ensinar como usa o Snor 2?? Puxa, amore, nem vc???

segunda-feira, janeiro 28

A Stellinha aqui tá que não se aguenta. Além de ter sobrevivido a um temporal que mais parecia prenúncio de furacão na Flórida (é na Flórida que tem furacão? Eu nunca fui mto boa de geografia.... Quer dizer, sou burrinha mesmo, e daí?!) e estar se achando a melhor motorista de toda a face da terra, a Stella aqui recebeu declaração de amor. Éééé!!! Enquanto estava lá, preocupada com os fortes ventos e a chuva forte, olho no retrovisor e o que vejo? Uma inscrição no vidro traseiro do carro: "Stella, te amo". A pessoa que escreveu na verdade deve ter escrito enquanto ainda tava seco e, por motivos mágicos, qdo a chuva caiu molhou mais em volta e criou uma espécie de sulco, onde estava escrito, e ficaram só umas gotículas. Entenderam? Eu também não, mas isso é irrelevante. O importante é que eu agora tenho um admirador secreto. Mesmo que amanhã de manhã eu descubra que foi um dos meus amiguinhos queridos que fez uma brincadeira comigo, vcs não vão ficar sabendo. Pra todos os efeitos, eu vou continuar acreditando no admirador secreto. Quem sabe qualquer dia ele não deixa um bombom preso na maçaneta do carro (o nome daquele negócio onde a gente segura pra abrir a porta do carro é maçaneta??). É, admirador secreto. Sempre.
Ai ai. Como é bom sonhar!
Medo, medo muito medo!
Encontrei meu ex namorado agora, passeando na UnB. Ele olhou diretamente pra mim e disse:
- Ah, tenho uma novidade pra te contar.
- Diga.
- A gente lá em casa abriu um blog.
Stella simplesmente pasma! Eu não sabia o que dizer. Um amigo perguntou:
- Que que é isso?
- Ah, é tipo um diário na internet.
(Por mais que tenha quem discuta, é isso mesmo que um blog é. E priu.)
Stellinha ainda sem reação. Um outro amigo (o único daqui que sabe do endereço do blog, só pq eu não tenho o que reclamar dele MESMO), ficou me olhando, acho que pensando no que eu iria dizer, talvez penalizado com a minha terrível situação. E eu só disse:
- Pôxa, que legal.
E a maior cara de pau de quem nem sabe o que diabos é um blog nem se interessa por isso.
- É, tá maior legal, todo mundo escreve (ele mora numa república), a gente até colocou umas fotos da Bárbara Paz pelada e pintada estilo Globeleza pra aumentar a audiência.
Haja paciência. E eu com cara de "que interessante, eu nunca tinha ouvido falar nisso em toda a minha vida"!!
Conversas sobre outros assuntos, tchau tchau, beijinhos e tal.
Depois q ele foi embora, medo, pânico, tensão. Tô tonta até agora. É mto mais fácil pra alguém de dentro da comunidade blogueira encontrar aqui o humilde bloguezinho. E me reconhecer. Ai meu Deus, minha identidade secreta está por um fio!!!! Era tão mais legal qdo ninguém nem sabia o que era blog, nem quem, nem quando, nem como, nem por que, nem quem pediu bife à milanesa... Ai ai ai...
Papai do Céu, explode o blig pra mim?!
Coisinhas bestas que a gente recebe por e-mail (mas antes que venha uma pessoa de cada curso tentar hackear meu humilde bloguezinho, o que eu tenho a dizer é que não concordo em absoluto com - quase - tudo o que tá escrito aí. Então, não me batam, ok?)

Guia De Cursos Universitários

DIREITO
São basicamente dois tipos de advogados: os pilantras bem sucedidos, ricos e
os pilantras mal sucedidos, pobres, que passam a vida em porta de cadeia.
Dizem que existem advogados honestos, mas nunca ninguém viu. É como diz o
ditado: "Se você faz direito, já começou fazendo errado".

FISIOTERAPIA
Os estudantes de fisioterapia pensam que ficarão a cuidar de joelhos podres
de jogadores de futebol decadentes, e com isso ganhar muito dinheiro. Com a
concorrência do mercado atual, deverão contentar-se em arrancar as unhas
encravadas da vizinhança. Na verdade o fisioterapeuta conta com a velhice
das pessoas. Quanto mais velho você fica, mas contente ele fica. Enfim,
fisioterapeutas são uns FDP! A única classe livre deles são os químicos que
morrem de câncer antes dos 40.

NUTRIÇÃO
Muitos dos cozinheiros do programa da Ana Maria Braga são nutricionistas
formados, o que talvez explique a falência dos bons hábitos alimentares. E
também da TV brasileira.

HISTÓRIA/GEOGRAFIA
Curso preferido dos indecisos, vagabundos e candidatas ao Golpe do Baú. O
candidato que escolhe essa carreira com certeza gosta de uma moleza, já que
uma vez que ele aprende isso, nunca mais vai precisar estudar de novo já que
a história não muda.. A maioria dá aulas em escolas públicas a vida inteira
e morre pobre e desgostoso, com exceção das que conseguiram concretizar o
Golpe do Baú.

PSICOLOGIA
Os estudantes de psicologia dizem buscar o seu eu-interior, seja lá o que
for isso. Mas a verdade é que eles passarão 5 anos de suas vidas pensando
porque raios eles prestaram esse troço no vestibular. Profissão facilmente
substituída por um tarólogo, dado o elevado grau de importância destas duas
atividades. Na verdade só existe uma pessoa que tem seus problemas
resolvidos numa consulta com um psicólogo. Ele mesmo. Afinal, levou o seu
dinheiro (e não foi pouco), seu otário!

ENGENHARIA
Mestres da sapiência. Engenheiros tem um ar superior dentre as outras raças.
Foram eles que projetaram os prédios (que desabaram), pontes (que estão
caindo), estradas (que estão esburacadas), enfim, devemos tudo a eles.
Engenheiros adoram seus computadores, e por eles são capazes de matar.
Nunca faça um comentário do tipo "Ei, esse tal de autocad é uma coisa
imbecil, não é mesmo?" na presença de um engenheiro. O engenheiro é espécie
em extinção já que não existem engenheiras para a reprodução.

ARQUITETURA
Diz-se que o arquiteto não é homem o bastante para ser engenheiro, mas
também não é bicha o suficiente para ser decorador. Breve deverá optar por
uma das duas, uma vez que o computador faz tudo que o arquiteto faz e mais
um pouco.



DECORAÇÃO
Sem comentários.

LETRAS
Toda mulher que é mulher de direito e de fato um dia já pensou em prestar
Letras. 95% dos alunos deste curso são mulheres, o que talvez explique a má
qualidade do ensino da língua portuguesa neste país. Estatísticas mostram
que 50% das alunas de Letras já assistiram "Titanic" 7 vezes e choraram em
todas. As outras 50% já assistiram o mesmo filme também 7 vezes, mas ainda
não o compreenderam, apesar de também terem chorado em todas.

BIOLOGIA
Uns são maconheiros. Outros são gays. Outros são maconheiros-gays (maioria).
O mesmo vale para Artes Cênicas. ARGH! A biologia tem um poder de atrair
belas mulheres para seu curso. Este fenômeno é inexplicável, já que biologia
só fala de insetos, ratos e outros bichos nojentos que elas odeiam. Ou
deveriam odiar.

MICROBIOLOGIA
Seres que são apenas 0,000001 da biologia. Ou seja, seus baseados são
menores e as garotas menos gostosas. Só são identificados com auxílio de
microscópio, já que a faculdade é tão fácil que eles nem dão as caras...

ENGENHARIA QUÍMICA
O Engenheiro Químico é um indivíduo da pior espécie. Rejeitado pelos
engenheiros, que dizem que eles não sabem nada de engenharia; e pelos
químicos, que dizem que eles sabem tanto de química como de engenharia. Ou
seja, eles não são nada. Mesmo com tudo isso, eles são indivíduos de um
poderoso intelecto. Uma prova disso é que engenheiros químicos são os únicos
seres humanos a controlar a HP 48GX, comumente sua melhor amiga.
Infelizmente esse intelecto superior é diminuído exponencialmente (lógico
que eles sabem fazer esse gráfico com a calculadora) no decorrer da
faculdade, e quando formado, o engenheiro químico só sabe falar de vazão,
processos de transferência, balanço de massa, pressão e deu pau na minha HP.

QUÍMICA
O químico gosta de testar seus experimentos em si mesmo, principalmente se
estes contarem com grandes doses de álcool. Não há notícias de algum químico
que jamais tenha sido reprovado no bafômetro ou no anti-doping. Além disso,
químicos tem o estranho hábito de se acharem mais espertos que todo mundo.
Sempre dispostos a dissertar sobre o mal que faz o cigarro e outro aditivos
químicos. Pode-se dividir os químicos em algumas classes. O químico
orgânico. Normalmente homossexual, pois está sempre descobrindo uma maneira
mais estável de se abrir o anel. E o químico inorgânico, que têm sérios
problemas visuais, normalmente usa óculos, pois vive falando "Veja como a
química é bela!" Química? No feminino? E bela? Eu não conheço (só
algumas-raras - mas existem). Pode-se descobrir a opção sexual de um químico
pelos seus hábitos no laboratório. Se ele gosta de pipetar muito, é sinal de
que é um químico orgânico. Se, por outro lado, ele faz muitas titulações,
para estar sempre com a mão na bureta, ele é um químico inorgânico. Além
disso, o jaleco é um outro indicativo. Se o jaleco tem o desenho do Piu-Piu
ou do Mickey ele é químico orgânico. Se tem uma caveira gigante escrito "See
Ya in Hell" ele é químico inorgânico especiali zado em metal. Além disso,
jalecos muitos limpos e sem buracos são coisas de químico orgânico (viado).
Químico macho e sem medo do perigo tem jaleco esburacado e sujo! O químico,
mesmo com todos os problema econômicos, tem sempre seu emprego garantido no mais dos organizados negócios do Brasil. O crime. Pode fazer ataques
terroristas ou sendo traficante e ter sempre como clientes os maconheiros
da biologia.

JORNALISMO
Há basicamente 3 tipos de jornalistas: os puxa-sacos-êxito, que bajulam os
patrões e conseguem bons empregos, os puxa-e-arranca-saco, detestáveis, que
acabam em jornais menores bolando manchetes de impacto como "CELSO PITTA,O
MELHOR PREFEITO DO MUNDO!", e os não puxa-sacos, que geralmente largam a
faculdade para cursar história e tornarem-se anarquistas radicais. 60% dos
estudantes de jornalismo não entenderam o filme " 2001: Uma Odisséia no
Espaço", mas 100% deles dizem que entenderam. O jornalista é o único
universitário que sai da faculdade podendo emitir opiniões sobre o que sabe
e o que não tem a mínima idéia. E todos acreditam neles.

BIBLIOTECONOMIA
Taí um curso que todo mundo sabe que existe, mas ninguém sabe pra que serve.
Nem os próprios estudantes de Biblioteconomia. Ta na lista dos cursos
"Candidata(o)s ao Golpe do Baú".

RELAÇÕES PÚBLICAS
Que merda é essa, meu Deus?

ODONTOLOGIA
O dentista recém-formado trabalha 14 horas por dia de graça e reclama do
patrão explorador. Quando ganha nome, ele se torna o patrão explorador.

MATEMÁTICA
Se algum dia você pensou em fazer matemática, com certeza pensou em fazer um
piercing, bater com o carro só para ver como é que é, e pulou da janela do
seu quarto para ver se iria doer. Matemática é um curso para masoquistas em
geral, que por serem muito feios (já teve algum professor(a) de matemática
bonito(a)?) não conseguem realizar suas fantasias sexuais pior falta de um
parceiro. Assim, eles vão se deliciar em resolver integrais múltiplas,
sistemas de equações diferencias não lineares e outras bizarrices sem
nenhuma aplicação para o mundo.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Reúne o inútil (aquele que presta isso) ao agradável (jogar bola). Reparou
como os professores de Educação Física estão sempre em forma? É lógico, eles
morrem de fome. São gente boa na maioria das vezes, mas por quê eles dizem
"Hoje vamos praticar um pouco de Voleibol" ao invés de "E aí, vamo jogar
bola?"? Alguém tem idéia de como são as provas para um curso de educação
física?

ADMINISTRAÇÃO
Pseudo-yuppies metidos a besta que pensam que podem mandar no mundo só
porque usam o terno da moda, pasta 007 e caneta Montblanc. Na verdade os
administradores são as pessoas que irão falir sua empresa de um jeito
inevitável. Um macaco faria a mesma coisa que ele, só que a preço de
banana...

MODA
Esse é o curso que encabeça a lista dos cursos "Candidata(o)s ao Golpe do Baú". Há dois tipos de profissionais desta área: as modelos que dormem com jogadores
de futebol, engravidam e pedem desesperadamente por uma pensão; e as modelos
que dormem com jogadores de futebol, não conseguem engravidar mas também
pedem desesperadoramente por uma pensão. 100% das modelos já assistiram
"Dumbo" mais de uma vez, mas nenhuma delas jamais entendeu o filme. Há
também os alunos que irão, primeiramente virar mulher, para depois modelo e
por aí vai...

INFORMÁTICA & CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO
Tarados e pedófilos em potencial, descontam todo o desejo sexual reprimido
em seus computadores. A memória de seus PC's está lotada quase que
totalmente por fotos de mulheres nuas (as vezes homens) e filmes
pornográficos, ou jogos como Doom, Blood ou Karmagedon. Definitivamente
falam uma língua própria, e babam enquanto isso.

PROCESSAMENTO DE DADOS
São menos tarados que as pessoas que estudam informática, mas também sofrem
sérios danos mentais pela proximidade com os computadores. Estão sempre
sendo sacaneados pela piada: "Tem dado na faculdade?"

CINEMA
Uma idéia na cabeça, uma câmera na mão e uma barriga vazia.O cineasta
tupiniquim pode até ter grandes idéias para grandes produções épicas, mas
terá que contentar-se com curta-metragens de segunda categoria. A maioria
deles tornam-se produtores, roteiristas e atores de filmes pornográficos de
fundo de quintal, geralmente usando suas esposas ou seus maridos como
coadjuvantes. Alguns com mais sorte se tornam críticos de cinema, e como são
frustrados esculhambam todo e qualquer filme que aparece.

TURISMO
Os candidatos ao curso de Turismo acreditam que passarão a vida conhecendo o
mundo. Vai fundo! 80% dos candidatos a este curso assistiram "Titanic" e se
surpreenderam quando o navio afundou.

OCEANOGRAFIA
Se os oceanógrafos não forem surfistas ou oficiais da Marinha, eu realmente não sei o que eles são. Alguém aí conhece algum oceanógrafo? Dizem que eles fedem a peixe.

PEDAGOGIA
Outro curso da série de cursos "Candidata(o)s ao Golpe do Baú". Alguém já
precisou ou pelo menos conhece alguém que já precisou de um pedagogo? Não há
muito mais a dizer, visto que não há sinais de utilidade neste curso.

ECONOMIA/CONTABILIDADE
Cursos formadores de mãos-de-vaca e picaretas em geral, compreendidos
sobretudo por judeus, turcos, libaneses, americanos e suíços. Alguns
tornam-se prefeitos de Jundiaí, outros empresários de jogadores de futebol,
mas todos têm os mesmos destinos: Ilhas Cayman, em vida e o inferno, em
morte. O primeiro economista foi Nostradamus, afinal sempre previa o pior e
quase nunca acertava.

PUBLICIDADE E PROPAGANDA
Eis a escória da humanidade. Seres que bolaram os reclames da Sukita ou
daquele cachorro escroto da Skol que fica abanando o rabo não merecem serem
classificados como detentores de 46 cromossomos. Você confiaria em alguém
que usa a expressão "self-made man" ao invés de "auto-didata"? São o que há
de pior na humanidade depois dos flamenguistas, brizolistas, mangueirenses,
economistas, químicos orgânicos e das vendedoras de assinatura de jornal
pelo telefone.

ENFERMAGEM
São os famigerados médicos que não passaram no exame psicotécnico para
carteira de motorista, e por isso têm sérios problemas locomotores para dar
injeções nos outros. Mas dão. Curso predileto para tarados que têm fantasias
sexuais em hospitais.

QUIROPRAXIA
Não sei o que é isso, e nem gostaria de saber. Quem, senão a
Anhembi-Morumbi, inventaria um curso desses?

VETERINÁRIA/ZOOTECNIA
O profissional destas áreas mexe, dentre outras coisas, com a extração de
sêmen de bovinos e suínos. Extremamente desagradável, mas sempre tem gente
que nasce pra essas coisas.

FONOAUDIÓLOGA
O fonoaudiólogo passa a vida tentando se comunicar com os outros. Geralmente
não consegue (o mesmo vale para ufólogos). Se você conseguir falar
rapidamente a frase " Três pratos de trigo para três tigres tristes",
pronto, você está contribuindo para a extinção desta profissão.

MEDICINA
Seres arrogantes e presunçosos, até o dia em que esquecem toda a caixa de
ferramentas dentro de um paciente em uma cirurgia. Alguns são presunçosos
porque passaram na USP , UNICAMP ou na UFRJ , outros porque afogam chineses na piscina da faculdade, outros porque têm certeza que passarão a vida enxertando
dúzias de litros de silicone em modelos namoradas de jogadores de futebol.
Não costumam ser muito mais do que isso.

FARMÁCIA
Loucos que não tiveram a capacidade de passar em medicina, mas que querem
tirar onda de que curaram alguém. As pessoas que cursam farmácia são, antes
de tudo, indivíduos sem coração, pois só mesmo sendo muito mal para
trabalhar numa industria que ganha dinheiro com a desgraça dos outros.
Alguns vão trabalhar em pesquisas e para isso matam ratos, coelhos, ovelhas,
bois, vacas, suas mulheres (oops, já ta incluído na categoria "vacas"...), e
ainda tem a cara de pau de dizer que isso vai ajudar milhares de pessoas.
Pô, ninguém tem dinheiro para comprar remédio! Enfim, seres da pior
qualidade.

FÍSICA
Cuidado! Loucos em potencial. Seres esquisitos com desvios de personalidade
quando crianças, sujeitos a suicídios e trovoadas após ligeira desilusão
amorosa. Sentimentais, explodem por qualquer coisa, principalmente se
trabalharem com maturação de plutônio em usinas nucleares. Melhor manter
distância.

METEOROLOGIA
Serve para dar a previsão do tempo. Visto que as previsões são do tipo:
"Amanhã, ou pela semana, talvez, pode ser que haja possibilidade de chuva.
Ou não". Totalmente inútil.

FILOSOFIA
O estudante de Filosofia é um futuro desempregado que passa seu tempo
procurando pêlo em ovo e dissertando sobre isso. A maioria acaba trabalhando
como carregador de caminhão na feira ou office-boy de escritório. 100% dos
filósofos brasileiros modernos já assistiram "Super Xuxa Contra o Baixo
Astral", e todos dizem que encontraram fortes influências de Aristóteles,
Weber, Nietzche e Kafka neste filme.

SOCIOLOGIA
Nosso presidente é sociólogo. Já basta !

SECRETARIADO
Um dos cursos que encabeçam a lista dos cursos "Candidata(o)s ao Golpe do Baú". A melhor amiga da secretária é a mini-saia. Não é necessário dizer mais nada.

CIÊNCIAS OCULTAS
Ninguém sabe o que é, simplesmente porque não existe.

GEOLOGIA
Os geólogos estudam os mistérios da natureza, muitos deles adoram fazer
carreira no campo, como os viados; outros adoram o contato com a natureza
para fumar uma ervinha. Mulheres só entram para Geologia se forem feias. Em
geral é um ser que adora divagar e falar do sexo dos anjos. Muitos pessoas
acham que são loucos, pois carregam martelo e sacolas com pedras no campo,
geralmente ficam tirando fotografias tanto das pedras como dos martelos.

domingo, janeiro 27

Plagiando o Iberê: Piadas que eu ria qdo era criança:
Como vc faz pra colocar uma girafa dentro da geladeira?
Abre a porta, coloca a girafa, fecha a porta.
E como vc faz pra colocar um elefante dentro da geladeira?
Abre a porta, tira a girafa, coloca o elefante, fecha a porta.
Como vc faz pra esconder um elefante numa plantação de morangos?
Pinta ele de vermelho.
Como vc manda um elefante pelos correios?
Coloca ele dentro do envelope e sela.
Houve uma festa na floresta e todos os bichos compareceram, menos um. Qual?
O elefante, pq ele tava dentro da geladeira.
Pior que esse calor, só ficar doente nesse calor. Tive febre essa noite, acordei umas 4 vezes tremendo de frio, mesmo nesse calor insuportável. E acho que os vírus que resolvem grudar especificamente em mim vêm com alguma espécie de reloginho acoplado: depois que todo mundo já sarou é que eu adoeço. Pois é, aconteceu mais uma vez. Cof Cof.

sábado, janeiro 26

Deanna, como assim acabou? Como pode ter acabado?! Cadê você, menina?!?!?!?!
Eita!
Chegamos aos 2000 visitantes e ninguém nem me avisou nada!
Nem um comentariozinho pra dar os parabéns?
Tudo bem, eu comemoro sozinha!
Aê! Palmas pro humilde bloguezinho!

sexta-feira, janeiro 25

Toda vez que eu entro aqui, eu testo os comentários pra ver se tá funcionando. E sempre tá. Então vcs não comentam mais pq não querem mesmo ou é pq ele só funciona qdo eu tô aqui?
E ninguém ainda me contou como eu uso o Snor 2. Assim fica difícil.
Vamos lá. Momento "Como as pessoas chegam aqui por meios bizarros":
- orgasmo feminino in spanish (ui)
- receita pipoca (putz, precisa de receita?! Até eu sei fazer pipoca, colega!)
- dor de cabeça bruxa receita
- reação química barulho
- atriz bunda
- guaraná dolly (alguém ainda bebe isso?)
- stella (esse não é bizarro, mas é curioso)
- como conquistar um homem (querida, se eu soubesse...)
- fotos de parto normal (ainda não desistiram?)
Se é verdade que todo mundo tem direito aos seus 15 minutos de fama, eu ontem tive uma pequena amostra dos meus. Fomos ao teatro, eu e minha mãe, assistir a uma peça dos Melhores do Mundo. Pra quem não sabe, é uma companhia de comédia de teatro daqui de Brasília, bem antiga até, que já até apareceu no Faustão (fato vergonhoso, as aparições foram as piores possíveis) e agora tá fazendo bastante sucesso no Rio (inclusive diminuíram o ritmo de espetáculos aqui por causa disso), da qual eu sou fã, acho que já assisti a quase todas as peças. Bom, quem conhece os Melhores do Mundo sabe que eles têm por hábito mecher com a platéia, chamar gente no palco pra participar, sacanear com Deus e o mundo (quem ainda não foi assistir, vá, pq é MUITO engraçado). E esta era, por definição, uma peça interativa. Ou seja, sacaneante explicitamente. Eles sacaneram com os flamenguistas que estavam na platéia, com as loiras, até com as pessoas que iam ao banheiro. Tem noção do que é acender as luzes da platéia pra sacanear alguém que esqueceu de desligar o celular?
Mas enfim, meus 5 minutos de fama. Como a peça é interativa, o objetivo é que a platéia descubra quem é o sabotador da nave espacial (o nome da peça é Rumo ao Planeta Boing, onde a SS Lady Laura é a primeira nave brasileira no espaço - parece um fusquinha velho - e vai levar mudas de bananeira para o dito planetinha), se baseando em evidências (ou não) que acontecem durante a peça. Num determinado momento, perto do final da peça, nós, ditos interventores, acusamos baseados em fatos algum membro da tripulação, que tem o direito de se defender. Eu tinha reparado uma coisinha, uma coisinha besta mesmo (que eu não vou contar pq pode ser que alguém resolva assistir), mas, gente, eu sou leitora de Agatha Christie e Allan Poe há mto tempo. Enquanto as pessoas acusavam todos baseados em fatos mais vistosos, eu só ficava pensando "Será que ninguém viu o que eu vi?".Qdo o Interventor Geral da G.R.E.G (que é Grêmio Recreativo Espacial de não me lembro o quê) disse que só ia ouvir mais uma pessoa e ia partir pra votação, eu tive que levantar minha mão.
- Ali, a última é a moça de azul. Quem vc acha que foi?
- Foi o Fulano (também não vou dizer o nome, senão estraga a brincadeira).
- Fulano, levante-se. Pq vc acha que foi o fulano.
Aí a Stella teve que dar uma explicação detalhada, pra que os outros acreditassem que eu tinha reparado naquele detalhe.
- Pq na hora em que ele ficou nervoso por causa disso e ele insistiu pra que fizesse isso, ele foi ali naquela caixinha amarela e pegou isso que não é dele, mas que foi usado pra matar Beltrano.
Silêncio. Eles todos olhando pra mim e pensando, provavelmente, "Não é possível, ela deve ter assistido essa peça antes".
O cara do meu lado me olhou com admiração.
- Caramba!
E começou a bater palmas. A platéia toda acompanhou. Eu, mortinha de vergonha, só fazia rir. Aí o Interventor Geral pediu silêncio.
- Er.. Vc tem mais alguma observação a fazer?
- hehe, Não, não tenho.
- Então, Fulano, o que vc tem a dizer?
- Er, eu... Bem, interventora.. Como é seu nome?
- Stella
- Bem, interventora Stella, eu nunca faria uma coisa dessas pq é contra o regulamento e bla bla...
E o Interventor Geral:
- Stella, mais alguma coisa a dizer?
- Ah, mas ele fez sim.
O Fulano, já rindo
- Stella, vc só pode ser daltônica.
E o Interventor:
- Fulano, geneticamente, somente os homens podem ser daltônicos. Sente-se.
Depois a votação. Todo mundo se convenceu de que a moça de azul devia estar certa e a contra-argumentação não foi convincente.
E ele era mesmo o sabotador.
Saí de lá me sentindo Sherlock.
Ontem eu estava voltando da UnB, pensando na vida, cansadinha, dirigindo e escutando música. No sinal, todos parados (trânsito de 18h é fogo), um carro parado do meu lado com dois rapazes, olhando pra mim. Até aí, nada de mais, afinal, todo mundo olha todo mundo dentro dos seus carros (e a gente vê cada coisa....). Qdo o sinal abriu, um deles gritou assim que eu arranquei: "Ô, morena!". A Stellinha aqui fez que nem era com ela. Olhei no retrovisor e o carro tava fazendo de tudo pra emparelhar comigo novamente. Eu parei e ele seguiu direto. Passou por mim de novo. "Pôxa, morena!". Novamente, lá na frente, o carro do meu lado de novo. "Morena, olha pra mim". Eu já tava rindo sozinha dentro do carro, o cara tava fazendo mto escândalo. Em movimento, ele emparelhou comigo:
- Morena, pega meu cartão.
- Como que eu vou pegar seu cartão, moço? Estamos no trânsito, eu tô dirigindo.
- Ele (o carona) vai te entregar, vc me liga.
E foi chegando perto. Antes que ele batesse de lado no meu carro, eu estiquei o braço pra fora (manobra perigosíssima pra uma motorista como eu) e peguei o tal cartão.
- Você me liga, viu?
- Tá, claro.
E saí na frente. Tava rindo de besta ainda, qdo ouvi pela última vez antes de entrar em casa:
- Mas liga mesmo, viu?

Hihihihi.
Anteontem teve churrasco pra se despedir daquele meu amigo que mora no Ceará. É mto engraçado esse tipo de encontro de amigos de mto tempo pq pelo menos metade dos assuntos giram em torno de fatos memoráveis do passado. Como por exemplo a música que fizeram na nossa turma da quinta série destacando, por assim dizer, atributos e defeitos de cada um (tinha cabeçudo, bundudo, cara feia...), tudo numa boa, lógico, a gente cantava a música várias vezes. Adivinhem o que a Stellinha era?
Foi mto divertido. Ficamos lá, fazendo flash backs intercalados com momentos de "como está minha vida hj". Pena que esses programas de meio de semana são terríveis pra mim, fico mto cansada durante o dia e acabo não aproveitando direito.

quarta-feira, janeiro 23

O Backstreet Boys japonês. :-P
Dica do Editor
A Lulu tá de casa nova, linda.
*invejinha* ;-)
Ontem tive que pedir três vezes por um suco de laranja. Toda a humanidade bebendo cerveja a minha volta e eu, desesperada, querendo só um simples suco de laranja. Da primeira vez, o garçom só olhou pra minha cara, acho que ele achou que tivesse ouvido errado. Meia hora depois, pedi de novo pro mesmo garçom. Ele disse que sim e acho que pensou que eu estivesse querendo curtir com a cara dele. Da terceira os meninos me ajudaram:
- Pô, meu, e o suco de laranja dela?
Aí ele trouxe. Os meninos são grandes, tá pensando o quê?
, não tinha como não lembrar de vc: uma amiga me emprestou um cd do Jorge Vercilo. E sabe o que é mais interessante? Eu já conhecia mta coisa, só não estava ligando o nome à pessoa.
Gente, eu NÃO tenho a receita pra se fazer lança perfumes. Sinto muito!!!!
A Stellinha só ficou com vergonha pq a resposta da Neurofisiologia veio bem mais rápido do que ela é capaz de re-responder. :-)
A Stellinha aqui tá que não se aguenta de felicidade, e como eu estou com um sorriso de orelha a orelha e todo mundo aqui no laboratório já tá me olhando com uma cara esquisita ("Como essa menina pode fazer física e ser tão feliz?"), apesar de eu estar virando uma ameba disforme assexuada (melhor definição não há, querida amiga!), eu vou contar pra vcs todos os motivos da minha felicidade:
Ponto 1: Minha aula de laboratório no escuro terminou mais cedo. É, no escuro. Como os nossos experimentos são em relação à luz, é melhor que não tenha interferência de nenhuma outra iluminação. Aí a gente apaga todas as luzes, fecha a porta e fica lá, assando. É divertido, só um pco chocante qdo vc sai do lab e vê que ainda é dia e existe luz não polarizada lá fora.
Ponto 2: Depois de ter passado as 4 horas da aula passada tentando fazer o negócio direito, conseguimos finalmente chegar nos resultados esperados. E em menos de 1 hora.
Ponto 3: O menino bonitinho dos liiiindos olhos verdes da minha turma de teórica agora também está na aula de laboratório. Ele chegou hoje, coitadinho, tão desamparado, tão sem grupo. Infelizmente, nem eu nem minha companheira tivemos coragem de oferecer colo, carinho, comida e roupa lavada. Mas ainda tá em tempo.
Ponto 4: Aquela professora que não gosta das pessoas veio conversando com a gente hoje. Discutindo a matéria, sabe como é. Ponto positivo no conceito da Stellinha, amigos!
Ponto 5: Esse teclado tem acentos! Aê!!!
Ponto 6: Eu estou caindo de sono mas fui dormir tarde ontem por uma boa causa. Lembra daquele amigo de quem falei, que mora em Fortaleza? Pois é. Ontem, finalmente, conseguimos fazer um programinha "pessoal da quinta série", apesar de na verdade não ter ido praticamente ninguém (depois eu falo sobre isso, é um assunto triste e esse post é de assuntos felizes). Apesar de eu estar feito um zumbi de tão cansada, foi mto bom, estava com mtas saudades.
Ponto 7: Encontrei meu ex hoje e tivemos uma longa conversa a respeito de nada importante. Recebi um abraço, mas tive que pedir, mandar ele parar de frescura. E ainda recebi palmadinha nas costas, é mole? É engraçado, às vezes acho que ele pensa que só de enconstar em mim pode ter uma recaída. Ou então ele me acha fedida. ;-) Mas no final da conversa, antes que eu pedisse, um abraço verdadeiramente carinhoso e um beijinho (na bochecha!).
Ponto 8: Não, não senti nada. Sério. Esse é o ponto super positivo.
Ponto 9: Não é todo dia que se recebe um e-mail da Neurofisiologia. E também não é todo dia que a Neurofisiologia te escreve que vc é seu protótipo de felicidade. Nem é todo dia que a Neurofisiologia pensa em vir pra Goiânia, quem sabe dar uma passadinha no Planalto pra conhecer o Presidente. E nem é todo dia que vc vagueia pelos pensamentos de alguém. Quer mais motivos pra ser feliz? ;-)
Ponto 10: Ok, mais um pq eu hoje gosto de números redondos. O almoço hoje estava uma delícia.

terça-feira, janeiro 22

Bom dia, Pelagia!
;-)
Estava com saudade das suas visitas, assim como o Mordi!
Eu comprei uma bolsa nova. E, como diz aqui, concordo com todos os problemas que uma bolsa nova pode trazer. Entao, plagiando a ideia e aproveitando que eu estou novamente no teclado sem acentos e sem novas ideias pra postar, vamos la:
Blitz na bolsa da Stella, terca-feira, quase hora do almoco:
- Um disquete (sem nada dentro. Menina prevenida eh isso ai!)
- Um espelhinho de R$ 1,99, com duas faces, sendo que uma eh de aumento
- Remedio pra garganta
- Bico de pato pequeno (sempre carrego, posso querer mudar o visual subitamente)
- Oculos escuros dentro de uma caixinha simpatica
- Porta niqueis sem quase nenhum niquel (exatos R$ 1,36 e um brinco achado no chao pro caso de algum dia eu conhecer alguem com uma orelha so)
- Chaves do carro, com o controle remoto do portao verde chamativo
- Chave de casa, do CA de fisica e do laboratorio
- Calculadora cientifica multiplas funcoes, presente de ex -namorado
- Estojo (nao de maquiagem, de canetas mesmo)
- Necessaire com:
- uma toalinha de rosto branca
- escova de dentes miniatura (sim, a Stella sempre carrega escova de dentes dentro da bolsa, mesmo que nao pretenda comer nada na rua)
- pasta de dentes miniatura
- batom
- gloss
- remedio pra tomar depois do almoco
- remedio pra colica (sempre pronta pra uma emergencia)
- remedio pra dor de cabeca
- Celular
- Carteira
- Cd do Cranberries pra devolver pro Ze.

Eh, eh soh isso.
Algumas novas aquisicoes pra tabelinha de blogs.
Precisa dizer alguma coisa a respeito disso?

segunda-feira, janeiro 21

Estou me sentindo em vida vegetativa sentimental. Faz tanto tempo que não me apaixono que acho que qdo acontecer novamente eu vou ficar completamente deslumbrada e surtar. No momento, me sinto como um grande e gosmento monstro assexuado sem sentimentos. Que coisa, até os monstros têm sentimentos! Veja Gorila, Frankenstein, a Mosca, até o Alien e a Bolha (aquela geleca que saía de algo semelhante a yogurte vencido, se não me engano, nunca fui mto fã de filmes de terror). Acho que até os tomates assassinos tinham sentimentos.
Blerght. Acho que vou dormir.

Ps: Fica careca quem vier com aquela conversa mole de "Não se preocupa, um dia aparece, o dia que vc não ligar mais pra isso acontece, pode ficar tranquila. Senta e espera cair do céu", ouviram?
Ps2: Por falar em ficar careca, cortei meu cabelo. Mas não tô careca.
Ps3: Meus posts de hoje estão um lixo, né? Acho que eles terão vida curta. Mto curta...
Eu não acredito que a afetividade decresça com o quadrado da distância. Não passo a gostar menos das pessoas só pq elas estão longe. Eu sei, sim, que outras coisas se perdem: intimidade, por exemplo. Mas laços verdadeiramente estabelecidos não são quebrado assim, numa esticada só. Acho esquisito que pensem diferente. Comigo não funciona assim.
Acho q é pq dou mto valor às pessoas. Geralmente, mais do que elas dão à mim. Isso é engraçado, pq é algo que não me importa mto. Eu gosto de você, independente de se isso faz diferença na sua vida ou não. Não sou capacho, que fique bem claro. Mas mato e morro por um amigo. E largo tudo se vc estiver precisando só de um lenço amigo pra enxugar as lágrimas. Acho que sou é meio tonta, isso sim.
Ah, mais uma coisinha só:
Alguma alma caridosa poderia ensinar pra amadorazinha blogueira aqui como diabos funciona esse SnorComments 2?
'Gradecida.
E só mais essa, pra ir dormir:

Meu Olhos
Silvia Patricia e Cal Venturi

Às vezes tudo que eu quero
É mergulhar numa paixão eterna

Eu sonho tanto
A todo momento
Quando o sol se põe
E a chuva cai
Vêm as sensações
Tão naturais
É claro nos meus olhos

É, é tudo o que eu quero agora. Mas amanhã passa.
Em tempo: Meu amor, desculpa, mas passou o final de semana e eu não respondi seu e-mail. Prometo que está no nº 1 da minha listinha de prioridades, tá? Beijinhos.
Sonhei outro dia que morria e ia dar aula em um cursinho pré-vestibular do além. E o mais legal é que eu encontrava todo mundo que eu conhecia lá. :-)
Não, eu não fumei nada. Não, eu não cherei. Nem bebi.
É sonho, pô, a gente não controla!
Acabei de chegar do show do Guinga. Pra quem não sabe de quem eu estou falando, não se preocupe. Eu também não sabia. Conhecer de nome a criatura, ouvir por alto sobre alguma composição dele, já ter visto a fotinho do moço no jornal, vá lá, eu também. Mas saber mesmo de quem se estava falando e o cacife da criança, isso eu ainda não sabia. Até hoje. E, olha, vale a pena. ;)
E tinha um moço lá que tocava pandeiro na velocidade da luz. Ele trocava de movimento mais rápido do que meus olhos podiam acompanhar, uma coisa impressionante!

Catavento e Girassol
Guinga e Aldir Blanc

Meu catavento tem dentro
O que há do lado de fora do teu girassol
Entre o escancaro e o contido
Eu te pedi sustenido
E você riu bemol
Você só pensa no espaço
Eu exigi duração
Eu sou um gato de subúrbio
Você é litorânea
Quando eu respeito os sinais
Vejo você de patins
Vindo na contra-mão
Mas, quando ataco de macho
Você se faz de capacho
E não quer confusão
Nenhum dos dois se entrega
Nós não ouvimos conselho:
Eu sou você que se vai
No sumidouro do espelho
Eu sou do Engenho de Dentro
E você vive no vento do Arpoador
Eu tenho um jeito arredio
E você é expansiva
(o inseto e a flor)
Um torce pra Mia Farrow
O outro é Woody Allen...
Quando assovio uma seresta
Você dança, havaiana
Eu vou de tênis e jeans
Encontro você demais:
Scarpin, soirée
Quando o pau quebra na esquina
Você ataca de fina
E me oferece em inglês:
É fuck you, bate-bronha
E ninguém mete o bedelho:
Você sou eu que me vou
No sumidouro do espelho
A paz é feita no motel
De alma lavada e passada
Pra descobrir logo depois
Que não serviu pra nada
Nos dias de carnaval
Aumentam os desenganos:
Você vai pra Parati
E eu pro Cacique de Ramos
Meu catavento tem dentro
O vento escancarado do Arpoador
Teu girassol tem de fora
O escondido do Engenho de Dentro da flor
Eu sinto muita saudade
Você é contemporânea
Eu penso em tudo quanto faço
Você é tão espontânea!
Sei que um depende do outro
Só pra ser diferente
Pra se completar
Sei que um se afasta do outro
No sufoco somente pra se aproximar
Cê tem um jeito verde de ser
E eu sou mais vermelho
Mas os dois juntos se vão
No sumidouro do espelho

domingo, janeiro 20

Eu sou obrigada? Não, não sou.
Ontem a proposta era um programa de menininhas. Ninguém contava com um pretendente a namorado chamado de última hora na mesa pra atrapalhar. E uma pretendente a apaixonada que agora não tem outro assunto. E duas pretendentes a vela com cara de mané. Resumo da minha noite de sábado divertida.
Sexta feira na Xerox comprar um texto (que por sinal ainda não li) e lá estava um menino lindo, lindo, lindo, entregando uns textos de antropologia do professor Fulano de Tal pra recolocar na pasta. O moço não era a cópia do Reynaldo Gianeseilácomoescreve, mas era tão bonitinho, de um jeito meio largado, óculos, cara de intelectual (já disse que acho homem de óculos um charme? Acho que já), uma gracinha. Enquanto esperava meu texto de só 50 páginas, fiquei lá, divagando, olhando pro rapaz com toda a voracidade que minha timidez permitiu. De repente, uma coisa reluzente nas mãos do menino: uma aliança prateada gigantesca na mão direita. É, mesmo que nós fôssemos embora e nunca trocássemos nem uma palavra, mesmo que ele não tivesse nem me dirigido o olhar, mesmo que nunca nem viéssemos a nos cruzar novamente, eu tinha esperanças. Uma esperança infantil, de quem espera o príncipe encantado e acredita em amor a primeira vista, almas gêmeas e o diabo à quatro. Peguei meu texto e ele ainda ficou lá, com seus óculos charmosos.
E eu vim no carro pensando: "Pra que cargas d'água existem as alianças de compromisso? Só pra acabar com as esperanças de menininhas comportadas como eu que não sonham com caras comprometidos?"
Minha vizinhança é mesmo uma comédia. Uma senhora daqui da quadra encontrou com a minha mãe que estava passeando com o cachorro. Papo vai, papo vem, a mulher disse que estava fazendo um abaixo assinado e que logo estaria passando de casa em casa pra recolher assinaturas. Motivo da revolta? O padeiro do supermercado. A senhora está fazendo um abaixo assinado pro dono do supermercado A pra que ele mande o padeiro embora pq o pão dele é mto ruim. Aí minha mãe, que adora dar conversa pra todo tipo de maluco, ainda disse: "Mas minha senhora, pq a senhora não compra pão no supermercado B? Eu sempre compro lá, e o pão é tão bom!". Ao que a mulher respondeu: "Não, mas o supermercado A é mto mais perto. A gente tendo um supermercado tão pertinho assim, vai ter que ir no outro supermercado B pra comprar pão? Não não. Abaixo ao padeiro!".
É mole?
Tá. Passado o mau-humor da gata camiseta molhada aqui, voltei ao normal. E já estou seca novamente.

sexta-feira, janeiro 18

E aqui chove e chove sem parar. Um verão tipicamente brasileiro, eu diria. A UnB alagou. Logo eles resolvem mandar listinha de material no começo de semestre: pé de pato, bóia inflável e máscara de mergulho. (hihihi, agora imaginei todas as pessoas andando pela universidade com máscara, pé de pato e bóia do Pato Donald, igual à que eu tinha qdo era criança, com a cabeça do Pato Donald projetando. Mto louca!) E pra todos os lados, vc vê uma faixa: Unb, 40 anos, a universidade modelo, e blá blá blá. Vou trazer o seu moço Fernandinho pra vir aqui fazer um passeio aquático. E torcer pra ele pegar leptospirose.
Credo. Não, não vou fazer isso não. Sou uma menina boazinha.
Atravessei alguns riachos pra tentar comprar um livro na matemática. Mas não tinha mais. Ou seja: eu tô molhada até a canela até agora pra nada. Não parece divertido?
Olha!!!!
O SnorComments voltou!
Que coisa, né?
Me deixa em paz

Olha, quem gosta da moça vai ter que me desculpar, mas eu não suporto mais a tal da Bárbara Paz na minha vida!!! Pra todo canto que eu olho, tá lá a pentelha. E que pentelha!! Prá começar, não gostei nem um pouco dela ter levado o prêmio da Casa dos Artistas. Primeiro, porque nunca me constou que aquilo fosse um programa assisntecial, onde o mais pobrinho levava a grana. Segundo, porque ela era e continua sendo muito chata!! Toda frase proferida pela dita cuja termina com um infalível "entendeu?". Entendi, minha filha, entendi. Eu quase sempre entendo. Não precisa ficar perguntando... E aquele papo-cabeça, divagações sobre o amor e conexos.. Tenha dó da tia Paula, vai!! Vai torrar dinheirinho, deixa o Supla pra lá - que não vai rolar mesmo viu, fofa! - e de preferência, desapareça por algum tempo. Porque não está adiantando eu fugir de você... Quebra esse galho pra mim, por favor. Obrigada. Ah! É obrigadAAAA, viu? Você é uma menina, entendeu?

Publicado por Paula @ 12:55 PM


Roubado lá do Histórias, estórias e afins. Só pra dizer que concordo, como dizem, em gênero, número e grau. Entendeu? ;-)
Tá, eu ando relapsa com meu humilde bloguezinho. Mas essa semana foi tão cansativa que qualquer tempo livre que eu tivesse era usado, inexoravelmente (conheci essa palavra outro dia, não sei direito o que significa, mas adoro usá-la), pra dormir e dormir. Ontem mesmo tive uma dor de cabeça daquelas que vc sente seu cérebro crescendo na mesma proporção que seu crânio diminui. Fui dormir bem cedinho, nem fiz o dever de casa.
Sim, vcs leram certo: dever de casa. Tenho uma professora que passa deveres de casa. E ai de vc se não fizer. Achei que já tivesse passado desta fase, mas prefiro nem discutir. Essa mesma professora faz o estilo que divide as pessoas em "eu não gosto de vc por esses motivos, então nem se preocupe em me pedir alguma coisa pq eu não vou fazer o menor esforço pra te ajudar" e "nossa, vc parece interessado na aula, então venha, faço tudo por vc". Ou algo mais ou menos assim. Preciso responder em qual dos dois grupos eu gostaria de estar?
Detesto puxa-saquismo. Depois fica aquela impressão de que vc só alcançou alguma coisa pq era o "queridinho da professora". Mas também não quero ser prejudicada por nenhum desafeto. Então já ando tomando minhas providências pra ser notada: faço perguntas, copio tudo, faço os deveres de casa. Mas nada em excesso. Não quero que pareça que preciso disso pra ter sucesso. Acho até que está sendo bom pra mim. Nunca fui um tipo mto ativo em sala de aula, o que não significa que eu não sou interessada e esforçada.
Enfim. Minha cabeça doía e nada foi dito. Nem o dever foi feito. Mas, ah... Quem liga?

quarta-feira, janeiro 16

Eu acho que tinha alguns recados pra mandar, alguns comentários pra fazer, alguns blogs pra visitar e algumas coisas pra dizer. Mas a Stella aqui tá com tanto soninho que vai ter que deixar pra próxima. Esse negócio de estudar cansa mto!!! Acho que preciso de férias. Então, para desapontamento geral das (eventuais) pessoas que entram aqui (por acaso), sinto mto, mas nada de novo.
Tudo como dantes no mar de... De quem era o mar mesmo? ZZzzzZZzzzZZZZzzzzzzZZzZzzZzzz
Não consigo abrir meus comentários. E isso é tão triste...

terça-feira, janeiro 15

Eu, eu mesmo e Irênio. O blog legal que eu descobri.
Tá, agora eu tenho assunto.
Eu tô novamente naquele laboratório com os computadores da universidade, sabem? Pois é. E novamente de costas pra porta. (eu também não aprendo, né?) Mas esse computador em especial tem acentos. Mas não era sobre isso que eu queria falar.
Pra entrar pra lista das Atitudes que eu detesto:
Que me apertem.

Mas deixa eu explicar direitinho do que eu estou falando. Sabem aquela música da Zélia, que diz assim:
... Não me nege.
Só me reggae.
Só me esfrege qdo eu pedir.
E eu peço simm!
?
Pois é.

Cá estou eu, de costas pra porta. De repente, duas mãos pesadas no meu ombro e aquele apertão bem no ponto de do-in, sabe? Sei lá o que é que tem aqui, eu sei que dói pra caramba. Aí eu viro o rosto já pensando em esgoelar o mané. Qdo eu olho, o Alberto.
Parênteses pra história do Alberto. Alberto é meu calouro. Quer dizer, entrou um semestre depois de mim. Sabem paixão à primeira vista? Pois é, foi o que aconteceu. Depois que me conheceu, o menino não largou mais do meu pé. (e isso faz bastante tempo já). O problema é que eu não sei ser estúpida. Digo, só em casos de extrema necessidade. E esse não era um deles. Ainda mais pq eu sei o qto é ruim ser destratada por alguém por quem se está apaixonado. Aí eu acabava fazendo o contrário do que me aconselhavam: tratava o menino bem (não especialmente bem), conversava com ele qdo ele pedia, recusava delicadamente os convites pra sair. Nunca fui grossa com ele. Mas também nunca dei liberdade, não éramos íntimos, éramos apenas conhecidos. Meus amigos diziam que era pra eu tomar cuidado, o menino tinha meio cara de maníaco (não que eu tivesse reparado antes). Alberto foi se afastando e eu todos os dias rezava pra ele encontrar uma nova obcessão na vida. Passado algum tempo, ele nem me cumprimentava mais, fingia que não me via. Mas como ele sempre foi esquisito, eu não dei mta bola. Fecha parênteses.

Mas eu estava de costas pra porta. Lendo um blog mto legal que eu descobri, distraída, pensando em algo escrevível. E aquele apertão me fez lembrar das Atitudes que eu detesto. Eu gosto de demonstrações de carinho. Quem não gosta? Adoro pessoas que gostam de beijar, abraçar, mesmo que sem intenção nenhuma (e principalmente com intenção, mas isso não vem ao caso). Uma vez encontrei um amigo (nem tão amigo assim) num lugar e, mesmo não tendo nenhuma segunda intenção envolvida nisso, ele me abraçava, fazia carinho. Eu gosto disso. Mas EU dei abertura. EU dei liberdade. Esse negócio de vir se esfregando em mim sem ser chamado é simplesmente o ó do borogodó. Idem para apertões, beijos melecados na bochecha e similares.
Ai ai.
Tô tão sem assunto que dá até dó.

domingo, janeiro 13

Ayda, quer dizer, ah, sei lá, o que aconteceu com a sua casa?! Levei um susto tão grande que até esqueci como deveria te chamar. E como era mesmo?!
Stella quase caiu da cadeira de surpresa.
Alguém, por favor, me explica que diabos é isso?!?!?!?!?!
Eu sou lerdinha. Disso vcs já sabem. Mas mal educada eu não sou, nem nunca fui. Então, atrasado mesmo, deixa eu agradecer, de coração, a lembrança:
- do Victor, que mandou um e-mail chamando o humilde bloguezinho aqui de "Sr. Blog". Hehehe. Mta gentileza sua, Victor. Qdo seu blog estiver pronto, vc avisa pra gente fazer festinha de boas vindas, ok? Ah, Rafa, sabia que ele se inspirou no Cereal Killer pra escrever um blog?! Uau, hein?!
- do Beto e da Deanna, que, mto simpaticamente e adoravelmente, me mandaram cartões de Natal. Atrasados como eu, os sinceros votos de Feliz Natal e Ano novo de realizações pra vcs. Se vcs acharem que já passou mto do tempo, fica de crédito pro próximo, ok? Mto obrigadinha, mesmo.

Aproveitando que estou falando dos outros:
- Ju, sumida, menina! Já escreveu o SEU bloguezinho? E a volta às aulas, como tá?
Uma crítica velada, apesar de nem ser da minha conta. Se a carapuça servir... ;-)

Argue
Matchbox 20

She don't,
But she will.
He says anything to keep her by him.
She takes what she gets,
And she never did flinch, no.
So over, and over,
well, anyone with any mind would think that's all she gets
If you want, you can get to know me well.
We get along so we shouldn't argue, yeah.
And I don't know yes said I don't know no.
All this feeling
Cloud up my reasoning

I know, but I still believe in ignorance as my best defense.
So go on, wreck me!
Funny how I carry on and not be taken over.
Will not roll over on anyone,
cause anyone would stand up on my side.
You know,
it's funny how sometimes it don't work out like you want to
No, you never get nothing at all.
Then she tells you that it's nothing at all.
Then she tells you that it's over

Boy, don't you hate it when it's over?
I gess something just got lost.
And it deeply saddens me so over,
And over anyone.
Who's anyone?

sábado, janeiro 12

Muita gente entrou aqui procurando por "receita brownie". Bom, então, atendendo a insistentes pedidos, Stella arregaça as mangas e conta pra vcs.

Brownie

Ingredientes massa:
- 02 ovos
- 6 colheres (sopa) de manteiga
(eu sei que parece mto, mas manda ver)
- 1 1/2 xícara (chá) de chocolate em pó
(ou, se vc tiver paciência de esperar derreter, chocolate meio amargo picado)
- 1 1/2 xícara (chá) de açúcar granulado
- 1 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo especial
- 02 colheres (sopa) de rhum
(eu já experimentei colocar licor de cacau, e também fica mto bom)
- 02 colheres (sopa) de água
- 01 colher (chá) de essência de baunilha
- 01 colher (chá) rasa de bicarbonato de sódio
- 01 pitada de sal

Modo de preparo:
Coloque numa panela a manteiga, a água e o açúcar e leve ao fogo baixo até dissolver por completo. Acrescente o chocolate, o rhum e a baunilha, continue mexendo até obter uma mistura homogênea. Retire do fogo e, quando morno, junte os ovos, um a um, e reserve. À parte, coloque numa tigela o bicarbonato, o sal e a farinha, despeje a mistura de chocolate e misture di-li-ca-da-men-te. Se quiser dar uma incrementada, adicione também 1/2 xícara (chá) de nozes picadinhas e 1/2 xícara (chá) de passas ao rhum escorridas. Leve ao forno pré-aquecido quadrada (20x20) untada e enfarinhada e asse até ficar assado, oras.
Pra ficar mais tchan, coloque uma coberturazinha (não sei se brownies tradicionais têm cobertura...)

Ingredientes - (cobertura):
- 125 g de chocolate cobertura ao leite picado
- 125 g de chocolate meio amargo picado
Nozes pra decorar

Modo de preparo:
Derreta os chocolates (em banho maria, senão queima) e resfrie normalmente, espalhe sobre os brownies cortados em quadrados de 4 x 4 e decore com as nozes. Deixe secar na geladeira por alguns minutos.

Vou te contar, hein?! Esta é a hora de mais um
Momento "Como as pessoas chegam aqui por meios bizarros":
- dores amor cotovelo
- fofão
- calcinha branca rendinha (tenho várias, quer alguma?!)
- himen pic
- meu buraco (juro!!)
- mesas de parto fotos
- cócegas
- mexe mexe que é bom (putz, o que é isso?!)
E o impagável:
- como conquistar um homem pra valer sem sexo

É mole?!
Aproveitando o gancho, uma das minhas favoritas:

Sentidos
Zélia Duncan

Não quero seu sorriso.
Quero sua boca no meu rosto,
Sorrindo pra mim.
Não quero seus olhares.
Quero seus cílios nos meus olhos,
Piscando pra mim.
Transfere pro meu corpo
Seus sentidos.
Pra eu sentir
A sua dor,
Os seus gemidos.
E entender por que
Quero você!
Não quero seu suor
Quero seus poros na minha pele
Explodindo de calor
Tranfere pro meu corpo
Seus sentidos
Pra eu sentir
A sua dor, os seus gemidos
Entender por que quero você!!
Não quero seu sorriso
Quero sua boca no meu rosto
Sorrindo pra mim
Humm
Não quero seu suor
Quero seus poros na minha pele
Explodindo de calor
Transfere pro meu corpo
Seus sentidos
Pra eu sentir
A sua dor, os seus gemidos
Entender porque
Quero você! Quero você! Você!!!
Lendo as letras das músicas que o Mordi (argh, como é estranho te chamar assim, amore!) anda postando, percebi uma incrível afinidade de gosto musical. E lendo um post do Engenheiro (que, dizem, nada mais é do que um físico frustrado, mas não vou entrar nessa discussão pq, como a Pelagia, não gosto de dialética), com o qual concordo plenamente, vi que fomos feitos um pro outro, noivo. Aliás, pelo que parece, temos os mesmos cds em casa. Hehehehehe ;-P
E por falar na Pelagia: Amiguinha, republica seus arquivos pq não tem mais nenhum lá.

sexta-feira, janeiro 11

Eu acho engracado essas pessoas que se empolgam tanto que as vezes perdem a nocao das coisas. Nao sei se deu pra perceber, mas estou novamente no laboratorio de computadores, onde nao tem acento e eu fico postando agoniada. Pois eh. O rapaz do meu lado, teoricamente o "ban-ban-ban" do laboratorio, na verdade o responsavel por essa birosca aqui, um maconheiro de primeira que esta aqui ja ha uns 4 anos, fez nao sei qtos vestibulares pra limpar curriculo e acabou de ser jubilado. Ele ta fazendo alguma especie de teste anti-virus (pelo menos foi isso que eu entendi) e, enquanto isso, escuta musica, alguma coisa que eu sinceramente ainda nao consegui identificar o que eh, com fones de ouvido. Mas o mais engracado eh que ele canta. O laboratorio o maior silencio, meia duzia de pessoas aqui, e ele batucando na mesa (deve ser algum tipo de rock metal super metal, sei la, nao entendo mto disso nao), e cantando trechos da musica, e bem alto. Mas bem alto mesmo. Ah, e ele tambem balanca a cabeca.
Imaginaram? Pois eh, to me segurando pra nao rir ate agora.
Querida amiga,
se eu soubesse como conquistar um homem pra valer sem sexo, eu com certeza ja tinha escrito um livro, ido ao programa do Jo, aparecido no especial de natal do Planeta Xuxa e ganhado meu proprio programa na televisao. Com certeza, estaria rica.

quinta-feira, janeiro 10

Seguindo a moda:

Momento: Atitudes que eu detesto:
Encontro arranjado ("oi, esse aqui é o meu amigo. fique com ele");
Elogio forçado (principalmente aquele que é feito esperando outro em troca);
Arrogância;
Falsa modéstia (quer coisa mais insuportável do que aquela menina do corpo perfeito dizendo que está fazendo dieta pq está com um pneuzinho? E ainda levanta a blusa, mostra a barriguinha tábua e insiste que aquilo que ela tá pegando, que nada mais é do que pele, é gordura: "olha só, que barrigão!");
Pressão (se vc não quer que eu faça alguma coisa, basta me mandar fazê-la. E ainda colocar no final da frase, com ênfase: "E rápido!").

Basicamente, é isso.
Pensa num dia ruim. Daqueles que começam e terminam mal.
Pois é, meu dia ontem foi assim. Ou quase, tô exagerando um pco.
Tudo começou qdo eu tive e infeliz idéia de sair de casa. Tudo isso por uma boa causa, pelo menos do ponto de vista dos beneficiados: ajudar a minha prima a encontrar com um ficante secreto que ela não sabe qdo vai conseguir ver de novo. Passei 1h10 rodando num estacionamento atrás de uma vaga, achei a vaga e arranhei o carro do lado (acho que esqueci de dizer: Stella é barbeira de primeira, mas não sai por aí batendo no carro dos outros não), tudo isso com vontade de fazer xixi. Perdida a sessão de cinema e o ficante definitivamente atrasado, já que estava indo tudo bem, resolvemos comer alguma coisa, só pra eu ter a oportunidade ímpar de derramar metade do refrigerante em cima das batatas fritas. Ainda não convencida de que não era meu dia e eu deveria mesmo era ir pra casa e não satisfeita em segurar vela, ainda fui obrigada a segurar vela devidamente acompanhada pelo amigo xarope e mudo do tal ficante, estrategicamente trazido para a "coitada" da prima encalhada da ficante, no caso, eu.
Legal, né?
Ok, ok, estou aceitando sugestões. Todo mundo percebeu que o Blogger anda meio mal das pernas. Todos os dias praticamente, alguém tem problemas pra publicar, isso é fato. Depois da historinha (09 de janeiro) tenebrosa que o Iberê contou, fiquei apreensiva. E se o blogger pifar, como todos os sistemas de comentários que eu tive? E se eu entrar aqui um dia e só tiver uma mensagem dizendo "Seu blog infelizmente subiu no telhado. Ou seja, foi pro beleléu. A vaca foi pro brejo. A casa caiu. Sentimos mto pelo transtorno", hein?! Como eu fico, com meus posts queridos, eu me apeguei a eles, sabem? E se isso acontecer com todo mundo, cadê meus amiguinhos virtuais?
É ou não é motivo pra eu ficar desesperada? SOCOOORRO!
Agora a droguinha do Fala Sério também resolveu pifar!
Puxa vida!
Putz, vcs nem imaginam o aperto que eu passei, um pouquinho pior que o último, pra manter o sigilo do meu blog.
Não sei o que me deu, mas como eu ando com uns horários livres na UnB, estou indo pro laboratório onde temos livre acesso a um monte de computadores. Aí aproveito pra postar alguma coisa de lá (vcs devem ter reparado que o horário dos últimos posts não é o horário comum da notívaga aqui). Só que a tontinha fica, mto espertamente, de costas pra porta, postando, feliz e contente, inocentemente. De repente, duas mãos nos meus olhos, no melhor estilo "adivinha quem é?!" e eu querendo chutar o monitor do computador pra que, independente de quem fosse, não resolvesse me perguntar "que é isso?".
Consegui manter a calma. "Aja com naturalidade, não demonstre que isso é confidencial, finja que nada está acontecendo".
- Nossa, com essa mão cheirosa, quem será?
Stella é esperta!!
- Oiiiii!
Era pior: eram duas pessoas!
- Tudo bom, Fulano? Ué, vcs não deveriam estar em aula?
Olho pro monitor. Tava aberto no Cereal Killer, nem me lembro mais o que eu tinha ido olhar lá, o post inacabado numa outra janela, o E=mc² em outra.
- Quê é isso que vc tá fazendo?
Por que diabos TODO MUNDO tem que me fazer essa pergunta?
- Ah, tô lendo algumas coisas. Nada importante. (sorry, Rafa, nada pessoal)
- Na internet?
- É.
Abri meu e-mail. Torcendo pra que não tivesse nada de confidencial lá. Esse meu amigo é do tipo homo curiosis-indiscretus sapiens, inventar uma história qualquer pra ele não ia colar. Qual foi meu desespero qdo eles pegaram duas cadeiras e sentaram do meu lado. Eles ficaram lá, conversando bobagem, fuçando meu e-mail (leram seu e-mail Pelagia, deixou de ser secreto :-) ), e nada de ir embora, pra eu poder pelo menos postar o que já tinha escrito pra terminar depois. O post tava enorme, alguma divagação sobre as agruras da vida. Passados uns 20 minutos, eu desisti. Respirei fundo e, com a maior cara de pau, disse:
- Oh, travou alguma coisa aqui. O que será?
E Ctrl + Alt + Del, Finalizar Tarefa, fecham todas as janelas do Explorer.
- Pronto. Alguém aí quer ver alguma coisa na internet?
Meu post, assassinado brutalmente, agora vaga tranquilo no limbo dos posts deletados. Completamente incógnito.

quarta-feira, janeiro 9

Eu não acredito mto nessas coisas não (assim com o toda a torcida do Flamengo e do Corinthians juntas), mas que eu gostaria de que fosse verdade, ah, isso eu gostaria...

Até o início de fevereiro (...) se estiver só, um encontro inesperado trará estímulo para investir em um projeto criativo que vai alterar seu cotidiano. Nada ficará como antes -ficará melhor. (...) Até julho construirá uma base afetiva sólida, fortalecerá a auto-estima e encontrará seu lugar, sentindo-se mais segura. No segundo semestre estará otimista, aproveite para curtir o parceiro e as conquistas.

Putz, tudo isso em 6 meses?!?! Horóscopo? Bah!
Eita, tem alguém interessado em saber cadê eu, Pelagia? Hehehe ;-)

terça-feira, janeiro 8

Agora que eu consegui colocar a bonequinha daí do lado (que, diga-se de passagem, sou eu, mais ou menos), eu resolvi dar um jeitinho nestes posts de hj que estavam uma verdadeira bagunça. Todos juntos, numa brain storm, vespertina:

1) Eita! Cada coisa que a gente descobre....
Encontrei mais um link para o humilde bloguezinho aqui, no Blog da Mel. Poxa, moça, obrigada! ;-)

2) Nao consigo mais ler o Isto não é um blog. Será que ele mudou de endereço e eu não vi?? Se alguem souber, avisa, tá?

3) Todo dia entra alguém aqui procurando por "fotos de parto normal". Putz!!! Tá longe, hein, meu filho?!

4) Recado rápido: Amore, manda pra mim aquele seu texto pra eu mostrar pros meus amiguinhos? (pedido besta, né? Mas é que copiar é feio. ;-) )

Em tempo 1: Aê!!! Eu consegui colocar uma foto no blog!!!!!! Que momento emocionante!!!
Pausa.
Aplausos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Em tempo 2: Endereço da fábrica de bonequinhas bonitinhas.
Em tempo 3: Meus agradecimentos sinceros e eternos ao Edney por me proporcionar esse momento mágico de colocar a doll no meu blog, através do seu Blog FAQ. Brigadinha.
Agora, só falta alguém me dizer como eu faço backup dos meus arquivos de posts pra eu ficar mais feliz!
Aproveitando da internet da universidade (ja que estou aqui, ne, vamos ser uteis), apesar de o teclado nao ser em portugues e estar saindo tudo sem acento, eu botei minha leitura dos blogs dos outros em dia. Como estava viajando, e esse povo escreveu mto nesse periodo, tive que ir lendo aos pouquinhos. Ate agora, so Ayda e Pelagia tinham recebido atencao especial (putz, escrever sem acento eh dificil pra caramba!!!), por motivos obvios: eles estavam tristinhos, ora bolas! Ja tinha dado uma olhada de relance nos blogs relativisticos, mas nada mto aprofundando. Agora ja estou terminando. Pode vir a sabatina.

PS: Ibere (sem acento, querido, sorry), e o e-mail pras fas do KLB, vc mandou ou nao? (29 de dezembro)
Parece que o Ayda e a Pelagia ainda não estão 100% oks. O jovem-biomédio-eterno-noivo parece que está passando por algumas (des)venturas amorosas, assim como a moça, que eu acho que deveria vir passar umas férias aqui, pelo Planalto, conhecer o Presidente... ;-) Eu, sinceramente, não sei o que dizer a nenhum dos dois. Me acho inexperiente demais e com noções floreadas demais a respeito das coisas, o que talvez não ajudasse mto. O máximo que posso fazer é deixar aqui, de público, meu IMENSO carinho por esses seres virtuais que de um dia pro outro cairam de pára-quedas na tela do meu computador. E de lá pra cá, já viu, né?! Um beijo enorme.
Eu estava pensando hj de manhã no qto sou contraditória. Sim, eu sou uma verdadeira contradição ambulante. Vivo mudando de idéia a respeito das coisas, tenho concepções mto flexíveis e sou de fácil ajuste às situações. Acabo virando um grande paradoxo. Se eu digo num dia que odeio uma coisa, no dia seguinte me deparo com um outro ponto de vista e aí minha opinião a respeito muda. Isso não é necessariamente ruim, eu inclusive acho minha flexibilidade e capacidade de adaptação virtudes minhas. Mas às vezes tenho a impressão de que isso pode passar a imagem de que eu sou simplesmente alguém que não sabe o que quer. Ou o que pensa. Invejo um pco aquelas pessoas com tanta convicção de seus valores, idéias, ideais. Não consigo ser assim. Gosto de olhar todos os lados da moeda (que no caso da minha moeda, tem mais do que dois, o que por si só já é esquisito), ver as situações por vários ângulos. Claro, tenho minhas coisinhas encrustadas na cabeça, aquelas coisas que ninguém tira. Mas não é a regra, é a exceção.
Isso é só um aviso. Se vc ler um post num dia dizendo uma coisa e no dia seguinte ler algo completamente contrário, não repare. Eu sou assim mesmo.

"Eu prefiro ser
Essa metamorfose ambulante
Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo
(...)
Eu quero dizer
Agora o oposto do que eu disse antes
Eu prefiro ser
Essa metamorfose ambulante (...)"
Meu amiguinho querido do coração chegou! (engraçado, essa tem sido uma frase recorrente em vários dos blogs que leio. Mas não interessa, eu nunca fui mto criativa mesmo) Ele mudou pra Fortaleza há uns 2 anos e de lá pra cá não nos vimos nenhuma vez. Aí ele saiu daquela praia chata e monótona e veio pra cá, pra Brasília, em pleno verão/férias, onde tudo é muuuuito divertido! ;-) Chegou sexta feira e ligou ontem pra avisar que já tá aqui, dizer onde tá, e avisar que qualquer dia vem me seqüestrar aqui (essa é uma promessa das antigas...). Ai ai, fiquei tão feliz!!!!
Minhas aulas começaram hoje.
E minha manhã foi uma cena beirando o surreal: acordei 6h50 pensando "não é possível que eu vou ter aula hoje", olhei no calendário pra me certificar de que hoje era 07 de janeiro e aproveitei pra me lembrar de todas as pessoas que estão na praia neste momento, fiz o mínimo de barulho possível e saí enquanto todos ainda estavam dormindo. Com uma pontinha de inveja no coração. Fui dirigindo pensando "não é possível que eu vou ter aula hoje", enquanto não tinha ninguém na rua, o único movimento de carros era nos arredores da UnB. Me deparei com uma faixa na entrada escrito "Bem vindos, alunos!", e pensei: "não é possível que eu vou ter aula hoje" e ainda complementei, passando pelo balão: "Bem vindos é o caramba!".

domingo, janeiro 6

Momento Esta é a prova de que a intenet tem de tudo mesmo e que tem louco pra tudo:
Entrando neste blog aqui, encontrei esse site aqui, em alguma língua alienígena que eu não consegui entender, e, segundo o moço aqui, a explicação é a seguinte:
O tal do Kai é apaixonado pela tal da Julia, que acha que ele só quer levar ela pra cama.
Então, se o contador do site chegar em 111.111.111 de acessos, ela aceita.

É mole?!
Descobri um blog mto legal. É o Cry Baby Cry, que vai pra listinha daí do lado assim que eu tiver saco pra mecher no template novamente, o que definitivamente não vai ser hoje. Mas fica a dica. A moça parece ser um tantinho assim mal humorada, mas é autêntica. E eu não vou falar mais nada não pq pelo visto ela não gosta mto de "avaliações/suposições psicológicas" a respeito da sua pessoa. Então, vão lá e vejam por vcs mesmos. Garanto que vão gostar.
Nome de motel na beira de uma estrada, em São Paulo: CQSab. Sério!
Putz, não tinha nome pior não?!?!!
A listinha de blogs devidamente atualizada (se esqueci de alguém, por favor, me avisem. Eu sou lerdinha mesmo e, se não me disserem, eu passo batido mesmo), resolvi voltar a colocar cor na casa, ela tava mto pálida toda branca. E já que eu não sei html mesmo pra colocar mtos frufrus (e nem tô com mta paciência pra isso também), o laranja voltou e eu já sinto que tá tudo diferente. De qualquer forma, aceito sugestões.
Atrasadinha como sempre, eu preciso agradecer os e-mails que recebi nos últimos tempos elogiando o humilde bloguezinho: Bruno, Tabira, Mel (agora que vc já lê faz tempo pode deixar os comentários. ;-) ), além da Juninha, que é freguesa e já me dá até bronca, e do Rafa, que também já tá ficando da casa! Beijinhos e beijões.

sábado, janeiro 5

Tá, feitas as considerações iniciais, deixa eu me explicar mais ou menos. Viajei com minha família pra casa da minha avó, em Campinas/SP, pra onde a gente vai religiosamente todo final de ano desde antes de eu nascer. Lá, nem pensar em computador, qto mais em internet. E o medo de botar em risco o sigilo do humilde bloguezinho aqui de novo me impediu de qualquer tentativa. Mas blogueira que é blogueira nunca perde a oportunidade e eu fui prevenida com caderninho e caneta. Aí anotei! Hehehe. Vcs ficaram vendo os mesmos posts durante 15 dias, agora vão ter o que ler!! ;-)

Dia 01 (23/12/01) - Chegamos. Eu, como blogueira que sou, não podia deixar de escrever, né? Já são 2h27min de segunda e eu sinceramente tô com mto sono de quem passou 12 horas cansativas de viagem, mas tô aqui, firme e forte por não sei quanto tempo.

No caminho, comendo guarda-chuvas de chocolate, de validade duvidosa e comprados em um posto de gasolina qualquer, tive um daqueles insights da infância: qdo estava na 2ª série, um dos meus inúmeros amores platônicos (sim, tive mtos, mas depois divago sobre isso) recebeu de mim, com todo o amor e carinho que se pode ter por alguém aos 8 anos, um guarda-chuva de chocolate numa tentativa frustrada de conquista. Ele aceitou o chocolate, mas nunca chegou a me dar bola. Mas isso é passado.

Chegando aqui, já soubemos as últimas novidades da família: meu primo foi assaltado sexta-feira e minha tia saiu hoje de uma internação surpresa no hospital. Este Natal promete.
.......................
Dia 02 (24/12/01) - Daqui a pouco é Natal e, só pra terem uma noção da animação, são 22h e eu estou aqui escrevendo. Ouvindo o rádio, tá tocando numa estação qualquer aqui aquela música de Natal do Lennon que a Simone regravou, vcs sabem qual é, todo mundo sabe qual é "Então é Natal, e Ano Novo também, lá lá lá...", o que me fez lembrar de uma coisa: o que eu detesto no Natal é a seleção musical (agora a Angélica tá recitando uma mensagem de Feliz Natal no rádio e em seguida a Ivete começou a cantar essa música nova dela sobre a festa no gueto, que eu inclusive até simpatizo - a música, e não a festa no gueto , que eu nunca tive oportunidade de participar pra gostar.). Nada contra as cantatas de Natal e "Jingle Bells" ou "Noite Feliz", inclusive já participei de algumas, acho divertido. Mas, putz, música de Natal de shopping é insuportável. Aqueles sininhos tocando enquanto vc está preocupado com a fatura do cartão da compra dos presentes.. arf!
Mas dos preparativos de Natal eu gosto. Esse negócio de ficar cozinhando, fazendo rabanada, temperando peru, comprar presente, etc. Taí a parte divertida.

Tivemos um dia tranquilo. Uma frente fria supostamente argentina nos pegou de surpresa, já que viemos preparados para o calor cão de Campinas de final de ano. Resultado: estou aqui com uma mala recheada de saias, blusinhas frescas, sandálias, uma calça fina e um vestido leve. Sem casaco. Não gosto de ser pega assim, desprevenida e, (desculpem o trocadilho infame) de calça curta.
.......................
Dia 03 (25/12/01) - Tive um momento de inspiração: o céu daqui é lindo!! A casa onde estamos é afastada da cidade, no meio do nada mesmo. Um condomínio onde as vielas têm nomes de ilhas. Lugar agradável, minimamente civilizado, canto de pássaros, prerecas e mtos mosquitos, de vários tamanhos, horários de atuação e efeitos da picada. Mas o céu é maravilhoso, acho que por causa da falta de iluminação artificial. Com a tal frente fria argentina, tá tudo meio nublado. Mas agora de noite (são 21h49min) o tempo tá começando a abrir e já é possível ver várias estrelas brilhando. E parece que aqui elas brilham mais, parecem maiores, o céu parece mais perto, é fascinante. A lua, então, tá maravilhosa. Bem no alto do céu, em crescente (ou minguante?), parece um holofote reluzente. Olhando agora, me lembrou até aquele filme do "Show de Truman", onde cai um canhão de luz, sabe? Pois é, me senti assim, como embaixo de um grande holofote, acompanhado de pequenos grãos de purpurina, tão lindo que nem parece que existe. Ai ai... Tô romântica hoje.
.......................
Dia 05 (27/12/01) - Ontem eu não escrevi só pq não tinha nada mesmo pra dizer. Foi um daqueles dias nada, o nada nosso de cada dia. Mas hoje eu precisava fazer um comentário sobre uma coisa que tava me impressionando. Não sei se é coisa de fim de ano, mas as minhas últimas noites foram povoadas por ex-namorados. Ontem de manhã acordei ruborizada (algumas coisas ainda me ruborizam, podem acreditar) por um sonho onde um ex que não vejo há uns 4 anos, de quem não tenho nem notícia (acho que a nova namorada não gostava mto de mim, sem motivo, lógico, ou era ele que não queria mais saber de mim mesmo, sei lá) e que no sonho vinha me visitar não me lembro por que cargas d'água e acabávamos num flash back na garagem da minha casa. Totalmente insano!
Hoje de manhã já foi diferente. Sonhei com outro ex, mas o sonho dessa vez tava mais pra episódio fantástico de Batman e Robin. Neste sonho eu descobria alguma coisa importante sobre fraude em determinado tratamento odontológico (suuuper minha área, aliás!). Pra começar a pastelanice, os documentos eram arquivados em papel para transparência, escritas a mão com canetinha azul e vermelha. Agora vejam bem: que tipo de documento importante é armazenado em transparências para retroprojetor? Pois é. Eu sei que eu descobria os tais documentos, mas o vilão do sonho, que era meu professor e parecia com o Juca de Oliveira com menos sombrancelha, descobria a minha descoberta e decidia me matar. Aí é que começava a esculhambação. Eu pegava uma cóipa das transparências, para segurança, separava do resto e o cara chegava pra me seqüestrar, provavelmente pensando em me colocar em uma daquelas máquinas de tortura de seriado de aventura (o que me faz pensar: pq vilões antes de matar mocinhos têm que contar todo o plano e ainda colocar em máquinas de tortura de onde o herói sempre sempre escapa?), mas eu inventava uma história de que precisava dar determinado telefonema e ele deixava. E adivinhem pra quem eu ligava? Pro dito cujo, lógico. É que ele era a identidade secreta de um super herói chamado Cavaleiro Mascarado, bem parecido com o Chapolin.
Detalhe para o uniforme heróico: uma bermuda tipo ciclista colada preta e máscara á lá Sorro. Simplesmente ridículo. Mas funcionava.
E eu ligava pra pedir ajuda, pra que ele me salvasse, afinal eu era uma ex-namorada boazinha até. Por meio de códigos que só seriam decifrados por um super-herói de QI 827 e em sonho mesmo, eu conseguia contar pelo telefone (vigiada pelo tal professor) sobre a descoberta e que eu estava em perigo, precisava de ajuda, etc etc. Numa seqüência que eu não me lembro direito, ele encontrava o esconderijo onde eu estava romanticamente aprisionada,, me salvava, atacava o Juca de Oliveira e de quebra ainda revelava às autoridades competentes o tal plano diabólico contra a saúde bucal dos outros.
O sonho terminava, como um filme, com o herói (ele) dentro de um carro com a mocinha (eu), tomando milkshake em um copo dourado, conversando animosidades. E terminou com um diálogo assim:
(Ele) - Posso fazer uma pergunta?
(Eu) - Claro!
(Ele) - Vc ainda tem esperanças de que a gente possa voltar a ficar juntos um dia?
Ora bolas, pergunta esquisita! A esperança, meus caros, é a última que morre. Mas não foi isso que eu lhe respondi.
.......................
Dia 06 (28/12/01) - Outro sonho com a criatura. Tô começando a achar que é perseguição! Desta vez algo relacionado com um afesta, já não me lembro direito. Nada de super-heróis. Menos mal.
.......................
Dia 07 (29/12/01) - Não pode ser só coincidência. Três músicas, especialmente, remontam determinado tempo longíquo, cada uma em um momento diferente. A primeira, pré-intenções-de-namoro, era a que o dito cujo primeiro aprendeu a tocar no violão, e cantarolava o tempo todo, acompanhado por mim,que sempre achei a música bonitinha e era das poucas pessoas que a conheciam. Cá estou eu, a 1000 km da criança, e ouvindo rádio enquanto almoçava ouvi a tal canção:
Garotos
Leoni
"Seus olhos e seus olhares
milhares de tentações,
meninas são tão mulheres
seus truques e confusões,
se espalham pelos pêlos boca e cabelo
peitos e posses e apelos
me agarram pelas pernas
certas mulheres
como vc me levam sempre onde querem,
garotos não resistem a seus mistérios
garotos nunca dizem não,
garotos como eu sempre tão espertos,
perto de uma mulher são só garotos,
seus dentes e seus sorrisos
mastigam meu corpo em juízo,
devoram os meus sentidos
e eu já não importo comigo,
então são mãos e braços beijos e abraços
pele barriga e seus laços
são armadilhas
e eu não sei o que faço
aqui de palhaço seguindo os seus passos,
garotos não resistem aos seus mistérios
garotos nunca dizem não,
garotos como eu sempre tão espertos,
perto de uma mulher são só garotos,
perto de uma mulher, são só garotos..."

Eu achei até engraçado, pq faziam anos que eu não escutava essa música. Ela é antiga e toca pouquíssimo no rádio. Bom, terminada a refeição, eu fui buscar o caderninho pra anotar o acontecimento curioso e, antes que eu começasse a escrever, a segunda música começou a tocar.
Se
Djavan
"Você disse que não sabe se não,
mas também não tem certeza que sim
Quer saber?
Quando é assim
deixa vir do coração.
Você sabe que eu só penso em você.
Você diz que só vive pensando em mim.
Pode ser...
Se é assim,
você tem que largar a mão do não.
Soltar essa louca, arder de paixão.
Não há como doer pra decidir.
Só dizer sim ou não.
Mas você adora um "se".
Eu levo a sério mas você disfarça
Você me diz à beça e eu nessa de horror
E me remete ao frio que vem lá do sul
Insiste em zero a zero e eu quero um a um
Sei lá o que te dá, não quer meu calor.
São Jorge, por favor, me empresta o dragão
Mais fácil aprender japonês em braile
Do que você decidir se dá ou não."

Que é linda por sinal. Ficou meio que sendo a "nossa música", ele me mandou uma cópia antes de começarmos a namorar, quando eu tava naquela de não me decidir, ele cantava a música o tempo todo pra mim, enquanto eu dizia:
- E como fica a nossa amizade?
- Colorida, ué!
A resposta era a cara dele, e a música a cara da minha indecisão.
Esta canção ter tocado agora me surpreendeu, mas eu tenho uma explicação completamente lógica pra isso, a música é bonita, pô, relativamente conhecida. Então tá.
Enquanto escrevia, eu pensava "Agora só falta tocar a 3ª música", mas este é o fim do meu relato e isso ainda não aconteceu. É, acho que não é destino ou coisa que o valha. Vou guardar meu caderninho em local seguro.
Em tempo: , lembrei de você:
O Vento
"Voe por todo o mar e volte aqui
Voe por todo mar e volte aqui
Pro meu peito...
Se você foi, vou te esperar
Com pensamento que só fica em você
Aquele dia, um algo mais
Algo que eu não poderia prever
Você passou perto de mim
Sem que eu pudesse entender
Levou os meus sentidos todos pra você
Mudou a minha vida e mais
Pedi ao vento pra trazer você aqui
Morando nos meus sonhos e na minha memória
Pedi ao vento pra trazer você pra mim
Vento traz você de novo
Vento faz do meu mundo novo
Voe por todo o mar e volte aqui
Voe por todo mar e volte aqui
Pro meu peito..."


Tocou!!!!!! Putz!

7h34min - Gente, tô besta. A Cássia Eller morreu!! Provavelmente qdo eu tiver oportunidade de postar isso aqui a notícia já vai estar mais do que ultrapassada, eu sei. Mas agora que acabou de dar a notícia no Plantão da Globo (que diga-se de passagem só noticia desgraça), eu tô surpresíssima. E eu nunca nem assisti a um show dela... Triste, triste...
.......................
Dia 08 (30/12/01) - Minha priminha de 3 anos se identificou comigo pq eu tenho (e estava usando) uma Melissinha da Sandy igual à dela! É, eu tenho uma Melissinha da Sandy, vai encarar?!?!
.......................
Dia 09 (31/12/01) - Gente, hj eu vi o nascer da Lua! Estávam,os na estrada vindo aqui pro fim-do-mundo e vimos um clarão alaranjado, baixinho, atrás de umas árvores e bem longe. Não tinha como ser nem pôr nem nascer do Sol pq já eram 9h30 da noite. A princípio, achamos que era uma queimada longe. Mas aí foi saindo aquela bolota redonda gigante e brilhante, linda. Nossa, uma das cenas mais lindas que eu já vi na vida. Um céu limpo, cheio de estrelas (que infelizmente fechou depois), aquela lua enorme amarela. Acho que vamos começar o ano bem.

Minha proposta de Ano Novo (apesar de eu achar isso meio bobagem) é passar a virada de azul. "Tudo azul... todo mundo nu...". Não, esquece essa música. O que eu tava dizendo era que já tô toda de azul: blusa azul, calça azul, calcinha azul e sutiã azul. Um verdadeiro Smurf!!! Acho que equivalente ao branco no desejo de paz pro ano que começa, né? Mas pra não dizer que eu me esqueci do amarelo e do vermelho (infelizmente, não tenho calcinha vermelha, que a moça na TV disse que deve ser usada na virada por quem deseja paixão no ano novo, e eu sinceramente desejo do fundo com eu coração), já providenciei duas liguinhas de cabelo dessas cores. Logo, minhas longas e belas madeixas recém-lavadas (pra entrar o ano de cabelo limpo), que eu desejaria que estivessem livres e leves ao vento, estão graciosamente presas, desejando mto dinheiro e paixões pra blogueira aqui em 2002. Eu não sei se funciona, mas não custa nada tentar, né?
.......................
Dia 10 (01/01/02) - Tá, deixa eu contar. Aqui no condomínio afastado onde viemos passar o Reveillon organizaram uma queima de fogos no campinho de futebol. Uma mesa gigante, coberta de fotos de ponta a ponta. E eu tenho que admitir: não foi um "show de luz e cores" de Copacabana, mas foi bem bonito. Não fosse meu irmão do lado reclamando o tempo todo com medo de que caísse algum deles na nossa cabeça, o que graças a Deus não aconteceu, estaria melhor. Terminado o foguetório, viemos pro jantar. E eu, que a-do-ro peixe, me fartei (hum... di-lí-cia!). É que alguém disse que no Ano novo não pode comer carne de bicho que cisca, pq senão passa ano inteiro ciscando pra trás, nem que fuça ou rumina, senão já viu,né?. Aí só sobrou o peixe mesmo, que só nada, não faz mal pra ninguém. E as sobremesas, então? Adoçando o ano que começa em alto estilo. Que judiação pra qualquer regime que eu pudesse sequer pensar em fazer por um bom tempo.
.......................
Dia 11 (02/01/02) - Mudança de ares. Saímos do condomínio no meio do nada e voltamos pra casa da minha tia, onde aprincipal diversão de férias é fazer compras no Carrefour ou jogar videogame na casa em frente, onde mora meu primo. Pode parecer impossível, mas até que ficar aqui beira o suportável. E eu, é claro, vim prevenida: eu sempre aproveito essas férias em família pra ler, ler mto. Comecei e já terminei aqui Borges e os orangotangos eternos, do Veríssimo, e já tô terminando o Obras primas de Oscar Wilde, um livrinho básico de 518 páginas. Tava bom de ler a trilogia do Tolkien aqui, hein?
Mas a mudança não parou por aí: depois de um jantar na casa de outra tia, acabei parando aqui, onde estou, na casa de uma prima, com direito a promessa de passeio amanhã, já que pelo que percebi eu inspirei pena em meus familiares. "Coitadinha, ela não sai de casa, fica o dia todo aí, lendo." Hehe.
.......................
Dia 12 (03/01/02) - Daqui a ouco vamos ao cinema. Pelo menos é o que está previsto. Aproveitando que precisei entrar na internet pra ver os horários dos filmes, dei uma passadinha lá na casa do Ayda, pra ver como andam as coisas. Na verdade, não deu tempo de ver foi nada, principalmente pq eu estava sendo vigiada de perto pela prima que vai comigo ao cinema e que estava tão interessada nos horários dos filmes qto eu. Deixei um beijo rápido sorrateiro e, passando os olhos pelos posts, deu pra ler só o recado que ele deixou pra Pelagia, o queme deixou preocupada com o que possa estar acontecendo. Como vai ser impossível usar a internet de novo e entrar no Rapa Nui pra saber o que tá rolando, vou ter que esperar até voltar pra casa (provavelmente depois de amanhã), pra ver qual o problema com minha amiguinha. Agora deixa eu ir pq, pelo que amoça do telefone disse, a fila no cinema tá gigantesca e ainda tenho que me arrumar.

22h - Acabei de voltar. Nem conto o tamanho da fila. Mas vamos por partes. Pra compensar os 15 dias de morgação total, eu e uma prima resolvemos fazer uma sessão dupla de cinema (ela, coitadinha, disse que nunca havia feito isso, e eu, que gosto mto de cinema, até sessão tripla já peguei). Tudo previamente calculado, cuidadosamente pra que desse tempo direitinho de cordenar as sessões, liguei pro cinema pra confirmar os horários que tinha pegado na internet (que não são mto confiáveis) e saber se eles aceitavam a minha carteirinha de Brasília aqui. A moça que me atendeu, mto simpaticamente, depois de dar as informações que eu pedi, ainda disse que, pra Senhor dos Anéis, já tinha fila às 14h pro filme que só começava às 17h30min e os ingressos só começariam a ser vendidos às 15h (é tão bom qdo a gente encontra gente legal, né?). Resumo da ópera: era melhor correr. Eu e Rosana (a prima) fizemos tudo voando, revezamos lugar na fila, mas no final deu tudo certo e com folga. Chegamos lá 14h50min, compramos os ingressos pra Monstros S.A (sessão das 15h30min) e pro tão concorrido Senhor dos Anéis. Monstros eu até já tinha visto antes, mas é mto bom então fui ver de novo. E ainda tive uma surpresa, pq o filme dublado tem os "erros de gravação", que não aparecem na versão legendada, que era a que eu tinha visto. Tivemos até direito à pausa pra tomar sorvete entre um filme e outro. Aliás, tenho que deixar aqui registrado que o Senhor dos Anéis é mto, mto bom!!! Eu, que nunca li o livro e até pco tempo nunca tinha nem ouvido falar em Tolkien, gostei mto. O filme é tenso, imprevisível, e o figurino, fotografia e trilha sonora são fantásticos.
Outra coisa que tem que ficar registrada é que Campinas vai ganhar o troféu simpatia da semana. Além da moça do telefone, que foi mto simpática, o lanterninha do cinema era super atencioso (sim, lá tem lanterninha!). E ainda teve outra: como o cinema tava mto cheio, não achamos dois lugares um ao lado do outro pra assistir ao Senhor dos Anéis. Aí eu sentei numa fileira e minha prima na outra. Durante os traillers ainda, minha prima me cutucou.
- Stella, acho que esse cara aqui do meu lado tá sozinho.
- Pergunta pra ele se ele não troca comigo, sei lá.
(...)
- Moço, vc tá sozinho?
Acho que o cara pensou que ia levar uma cantada.
- Tô sim.
- Será que vc podia trocar de lugar com a minha prima que tá aqui na frente pra que a gente possa sentar junto?
Hehehe. O cara ficou transtornado. Acho que era a última coisa que ele esperava ouvir.
- Claro, sem problemas.
Agradecemos por uns 5 minutos. ;-) Moço legal, né?
.......................
Dia 13 (04/01/02) - A proposta de hoje era a seguinte: acordar cedinho, encontrar meu primo no Mc Donald's e ir visitar um tal Castelo, onde minha prima queria me levar. Tudo isso antes das 9 da manhã, pq sairíamos de viagem o mais cedo possível. Quem sabe desse até tempo de tomar um sorvete. Bom, deu tudo errado. Meu primo, que tá sempre entendendo as coisas errado, foi esperar pela gente no tal Castelo, eu e minha prima ficamos esperando por ele no Mc Donald's até 9 horas, qdo desistimos e voltamos pra casa. Qdo chegamos lá, minha tia disse que meu pai tinha ido com meu primo buscar a gente no castelo, e provavelmente estavam rodando a cidade sem saber onde estávamos. No final, até que poderia ter sido pior. O tal Castelo tá fechado pra reformas e a sorveteria faliu. ;-) Sério.
Historinha rápida pra ilustrar meu priminho querido Daniel, que sempre foi meio lerdinho: Um outro primo pediu pra o Daniel ir ao mercado comprar um pacote de meio quilo de café São Jorge. Lá vai Daniel. Demora, demora, e nada do menino voltar. Volta Daniel com um pacote de 5kg de arroz Tio João.
- Jó, não tinha pacote de meio quilo não. Eu procurei em todos os mercados. Aí eu trouxe esse de 5kg.
Pode?