segunda-feira, abril 14

Duas horas da manhã. Telefone:
- Vc não adivinha o que eu estou fazendo agora.
- Eu sei muito bem o que eu estava fazendo: dormindo!
- Vai, adivinha o que eu tô bebendo.
- Vinho verde.
- Como vc sabe?
- Eu não acredito que vc me ligou às 2 horas da madrugada pra me fazer vontade.
- Geladinho...
- Pára!
- No ponto.
- Eu realmente não tô acreditando..
- Vc deve estar pensando: "Seu doente, me liga a essa hora da manhã pra me dizer que tá tomando vinho e nem convida!"
- É, mais ou menos.
- É que vc é a única pessoa com quem eu posso fazer isso sem ouvir um palavrão como resposta.
- Eu mereço..

(livre adaptação de um diálogo real)

Nenhum comentário: