quinta-feira, abril 17

E, como bem disse a Fernanda, eu também sou movida a elogios. Eu tava trabalhando e chegou uma menina com um exercício pra resolver. Eu fiz, expliquei, ela entendeu. Só tinha um probleminha: não era o que estava escrito no gabarito. Refiz, tentamos ir por outro caminho, ela conferiu nas respostas mais uma vez. Mas ainda não era a resposta certa. Eu só pensava em dizer que, quem quer que seja que gabaritou esse exercício só podia estar bêbado. Em todo caso, como afinal de contas eu tô longe de ser dona da verdade e de saber de tudo, disse a ela que ia ter um papinho com o chefe bonitão pq talvez o problema tivesse alguma sutileza que nós duas não estávamos conseguindo enxergar. Só que ela se antecipou: foi lá falar com o hômi.

Dali a pouco a moça volta:
- Stella..
- Xii...
- Eu fui perguntar pra ele.
- E?
- Era aquilo mesmo, a gente tava certa.
- Que bom, né?
(Ufa, isso significa que eu ainda sei alguma coisa..)
- Ele até disse "Quem fez esse gabarito devia estar bêbado!"
- Hihi..
- Aí eu disse "Engraçado, foi exatamente o que a Stella disse lá embaixo!"
- Menina, vai que foi ele quem fez o gabarito? Tô perdida..
- E ele mandou te dar uma bronca.
- ???
(ui...)
- Disse que vc é excelente, inteligentíssima, mas que tem que confiar mais no seu conhecimento e no seu taco. Mandou eu confiar no que vc me dissesse pq vc é muito boa.

Uia! Então tá.

Nenhum comentário: