quarta-feira, abril 2

Engraçado que me tirar do sério não é tarefa das mais fáceis. Salvo aqueles dias especiais do mês onde até bom-dia desperta pensamentos assassinos, eu até que sou uma pessoa bastante tranquila e paciente. Mas é impressionante como existe gente no mundo que parece que nasceu pra te atazanar. Ok, talvez essa até não seja a tarefa principal desses seres na Terra, mas que eles conseguem fazer isso muito bem nos intervalos, ah, conseguem.

A primeira lição pra magoar profundamente a Stellinha, criatura adorável e inofensiva, é simples: furo. Ok, uma coisa é vc combinar um almoço, dar tudo errado, ligar desmarcando, pedindo desculpas. Não sou tão sensível assim, eu entendo, provavelmente nem me vou me lembrar mais num prazo de, no máximo, 10 minutos. Mas combinar de sair comigo às 20h, me deixar esperando por 4 horas no restaurante, sem saber se fico preocupada ou se fico mesmo é muito puta, pra chegar meia-noite com cara de cínico, não dar sequer uma satisfação e com o descaramento de nem ao menos pedir desculpas pelo atraso me faz ter vontade de quebrar uma cadeira na sua cabeça.

Ufa, desabafei!

Nenhum comentário: