segunda-feira, abril 14

É realmente muito bom saber que alguém faz tanta questão da sua amizade como vc faz da amizade dele. E eu não estou sendo irônica nem quero dizer nada nas entrelinhas não. É exatamente isso o que eu quero dizer.

Ontem recebi um e-mail de um amigo de quem não tinha notícias há pelo menos um ano, a última vez que ele veio pra Brasília. O caso é que nos conhecemos há uns 10 anos, sempre fomos muito amigos, e quando ele mudou pra Fortaleza as coisas foram esfriando, esfriando, acabamos perdendo contato. O fato é que eu achava que ele tava era muito puto mesmo comigo. E com razão até. O problema é que eu sou desligada e enrolada demais, e em algumas situações faço as vezes de desinteressada. Mas não é desleixo nem falta de consideração. É lerdeza mesmo. E eu admito. Prefiro ser chamada de lerda do que de relapsa.

Mas enfim, o negócio é que eu achei que ele tava era querendo me ver pelas costas por esse tempo todo sem dar notícias. Mas não é que seu e-mail dizia exatamente o contrário? Foi fofo dizer que ainda me considera sua melhor amiga, e que sente simplesmente que nossa amizade deu um pause, mas depois do play vai voltar tudo a ser como era antes. Ok, eu também achei a comparação meio brega, mas a verdade é que ele não tinha pq dizer isso se não fosse realmente o que ele estava sentindo e, enfim, ganhei meu dia.

Por outro lado, há um tempo atrás passei alguns dias me sentindo muito mal por conta de uma ex-amiga. A mesma dos pais do sonho. Um dia me deu um "5 minutos", uma saudade repentina, e resolvi dar uma ligada pra dar um alô, perguntar como estavam indo as coisas, dizer que gostava muito dela. Mas a recepção foi tão seca e fria que murchei na hora. Tudo bem, eu não esperava que ela me recebesse com festa como se o fato de morarmos na mesma cidade e termos ficado meses sem nos falar fosse irrelevante. Mas também não precisava ter me tratado daquele jeito, como o monstro-mal-amigo que eu fiquei me sentindo.

É triste saber que alguém não faz tanta questão da sua amizade como vc faz da amizade dele.

Nenhum comentário: