segunda-feira, maio 26

E vamos lá, que se eu não escrever sobre Caxambu eu esqueço. É, minha memória é péssima.

Visita à terra do gelo
Preliminares


A luta começou pra arranjar financiamento. A gente bem sabia que não ia sobrar nada da verba dos doutores pros alunos, pq afinal de contas ninguém além do nosso orientador queria mesmo que a gente fôsse. Sabe como é, o que diabos esses fedelhos vão fazer lá se eles não vão entender nem meia palavra. Como todos nós acreditávamos que água mole em pedra dura e coisa e tal, ficamos no pé. Acabamos conseguindo uma carona no ônibus que o Instituto tava pagando pros doutores, mas antes tivemos que jogar alguns professores do penhasco.

Transporte garantido e mais de um mês pra escolher um hotel bom-bonito-barato, a segunda etapa era arrumar as malas. Como turistas prevenidos, um de nós ligou pra central organizadora do evento perguntando a quantas andava o tempo.
- Ih, aqui o trem tá tranquilin. Tá fazendo uma média de 25ºC de dia e 18ºC de noite.
Beleza, mais ou menos o que tava aqui em Bsb. Então tava fácil: roupas frescas pro dia, um casaquinho básico, não precisava levar muita coisa. Assim que chegamos lá descobrimos que não se deve acreditar em mineiros. Eles mentem. Eu sei. Minha mãe é mineira.

(continua...)

Nenhum comentário: