domingo, maio 11

Momento: amigo é pra essas coisas:
Poemeto de amigo, que jura que faz mais outras coisas mas ninguém sabe ninguém viu. Se alguém quiser fazer encomendas, acho que ele também aceita. E, meninas, ele é bonito, carinhoso, inteligente e tá disponível.

Perna Podre

Como dói vê-la assim
Dói mais em tí que em mim
Pobre perna podre nada disto merece
Quem te vê já não reconhece

Perna forte,corredora e saltitante
Firme e certeira nunca me deixou na mão
Não era como qualquer perna errante
Tinha mesmo os pés no chão

Agora toda estragada
Não posso nem te olhar
Agora toda rasgada
Só me resta lhe amputar

Chegamos então no fim do poço
Perna amiga e imaculada
Por uma coisa ainda torço
Que não me cortem a perna errada!

Nenhum comentário: