quarta-feira, setembro 3

Faço minhas tais palavras de ser tão sábio:

Sou uma bobona confessa daquelas que tem esperanças em coisas que não deveria ter. Daquelas que acampa ao lado do telefone esperando uma ligação dizendo: "Oi, você tá legal? Sua voz tá diferente...aconteceu alguma coisa?", ou fica o tempo todo verificando a caixa postal para ver se tem um recado dizendo "Oi, me liga quando sair da net, quero conversar com você...beijos..."

Acho que eu devia quebrar o telefone.


Tecnologia é uma merda. Há alguns anos a gente sempre poderia dizer que o problema é que o navio que trazia uma carta pra vc bateu em algum iceberg por aí. Maldita hora em que inventaram o telefone, os e-mails e as mensagens de texto pelo celular que não chegam nunca..

Nenhum comentário: