quinta-feira, outubro 30

A quem interessar possa: gente, eu tô viva! Estudando muito, mas viva. E, acreditem, até bem. Vê-se luz no fim do túnel...

quinta-feira, outubro 16

Sabe de uma coisa? Felizes são os que dão aquilo que recebem. Pelo menos não correm o risco de dar demais e receber de menos. E estou amarga hoje.
Cowgirl, que decidiu de verdade se inscrever no Big Brother, tava conversando com a gente sobre o básico questionário de 19 páginas em que eles perguntam até o número de calcinhas que vc tem:
Ela: Pergunta nº X: Vc já esteve em uma praia de nudismo? Fale sobre esta experiência.
- Claro que vc vai responder que sim, né?
- É, e ainda dizer que foi super natural pra vc.
Ela: Ai, gente, será que precisa mesmo?
- Lógico, diz que foi ótimo.
- Estar como veio ao mundo...
Ela: Tá bom, tá bom. Próxima: Diga algo que gostaria de realizar no momento.
- Fácil essa: visitar novamente a praia de nudismo.
Ela: Gente!!
- Vai, próxima.
Ela: (*suspiro*)Vc acredita que o BBB poderia lhe ajudar a realizar algum sonho? Qual?
- Moleza.
- Praia de nud...
Ela: Ah, vão se catar, vcs!

*Com a devida licença poética, lógico!
Num dos meus momentos-fossa recentes recebi um telefonema que acho que nem foi lá muito bem recepcionado pq eu estava fazendo 3 coisas diferentes ao mesmo tempo, embora tenha me deixado bastante contente. O indivíduo em questão disse que, pra melhorar meu astral ele ia ler uma passagem de algum livro estilo "gotas de sabedoria" ou "otimismo todo dia" ou sei lá o quê. Mas pra dar certo eu deveria mentalizar em mim mesma enquanto ele abria o livro em uma página aleatória. Eu tive que pedir um tempinho pra anotar e postar isso:

O triunfo vem chegando,
Boa sorte num tesouro

(Ele: Joga na mega-sena!)
Amor, saúde, viagem,
Pode ir te alegrando!


Bom, ou o nome do livro é "Como sair da fossa em gotas de sabedoria" ou isso foi uma tremenda coincidência. Mas eu ainda tô esperando o tesouro, o amor, a saúde e a viagem...
Meu professor de Espanhol agora tem umas coisas de querer explicar a verdadeira filosofia pra gente, no caso, a TFCA (Teoria Física para a Conquista da Autoconsciência). E toda essa discussão começou somente pq ele disse que a radiação estava afetando a memória dele. Bom, eu achei melhor não discordar. E o link fala por si só. Depois Físico é que é maluco.
Eu que sou exigente demais ou um "Eu sei" não é exatamente o que se espera escutar depois de um "Eu te amo muito"?

segunda-feira, outubro 13

E Brasília inteira ficou sabendo que teve show dos Paralamas, de graça, na esplanada no domingo. E metade de Brasília foi pro show. A outra metade deve ter morrido afogada no temporal repentino. E eu preciso dizer que tá começando a ficar chato esse negócio de o tempo virar tão subitamente nessa cidade. Eu queria poder fazer como o povo de Belém, que marca compromisso pra depois da chuva da tarde. Se brasiliense resolver fazer algo semelhante corre o risco de nunca mais sair de casa. Mas isso é outro assunto.

Enfim consegui arrastar meu irmão pra assistir alguma coisa que (na minha opinião, claro) presta. Chegamos atrasados, obviamente, pq nunca vi eu conseguir chegar em algum lugar pontualmente. Depois de um pequeno PITI dos encaronados, que mesmo com tudo combinado pra que o grupo fosse todo junto por questão de segurança resolveram dar chilique dizendo que já estavam indo e encontravam comigo lá. Eu, que já tava mesmo meio sem paciência, soltei de cara um "Eu já tô indo. Ou me esperam ou não vou mais" no telefone que disse tudo. Deveriam me agradecer: chegamos depois da última chuva da noite. Éramos das poucas pessoas secas daquele gramado. Bastante gente, mas bem menos do que eu imaginava.


Paralamas ainda consegue ser legal: o Herbert Vianna continua cantando mal pra caramba, mas definitivamente eu ainda gosto da banda. Não entendo lhufas de música e acho que eles tocam bem, vivo me impressionando com algumas coisas que o Barone faz na bateria. Além de tudo, o show contou com algumas participações especiais que na minha opinião fazem a diferença. O Nando Reis, por exemplo, foi a animação da noite. Doidinho da silva, pulava feito um maluco de um lado pro outro, sem parar, numa empolgação sem fim de origem duvidosa. O tal do Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura, também deu uma canja, com direito a duelitcho de guitarras entre ele, Herbert e Dado tudibom Villa-Lobos. Aliás, o que são os olhos daquele moço, minha gente?? Dancei feito uma louca, cantei todas as músicas, me diverti à beça.

Mas definitivamente o ponto alto da noite foi o momento em que Digão, moço-raimundos, surgiu no palco e, devidamente anunciado, resolveu tocar Eu quero é ver o ocooooo!!! e, quando me dei conta, tinha uma horda de caras com o dobro da minha altura pulando à minha volta, meu irmão inclusive. Atitude da Stellinha diante dessa situação aterradora? Gritar, chorar, sair correndo? Não, meus senhores: Stella fez foi amarrar o casaco mais forte na cintura, segurar a bolsa e.. pular junto!! Até gritar o refrão eu gritei. Soltei meu lado pauleira há tanto reprimido. E foi divertido pra caramba, preciso dizer.

domingo, outubro 12

Deve ser complô: já faz alguns anos que todas as vezes que eu me aventurei a ler meu horóscopo ele diz que eu estou prestes a encontrar um novo amor. Ele pode começar dizendo que tenho que reorganizar minha vida, que é um bom momento no trabalho ou que eu devo preservar as relações familiares. Mas no final sempre tem o adendo: fique de olho, um novo amor vai pintar.

Pergunta se pintou alguma coisa?

sábado, outubro 11

E Ana me mandou um e-mail com a tal foto do Brad Pitt pelado. Como eu não acredito que alguém seja descuidado o suficiente pra andar pelado daquele jeito pela casa, tenho o palpite de que é montagem. Mas enfim, se alguém se interessar é só entrar em contato.
Momento confissão relâmpago - música: Eu gosto do Fábio Junior. Não chego a achar ele bonito, mas eu vira e mexe me pego cantarolando Só você. Reputação, onde está você???

sexta-feira, outubro 10

Ok, vamos combinar que o Manoel Carlos pirou na batatinha quando inventou essa história de matar o Fred. A Heloísa, por exemplo, passou a novela inteira aporrinhando com aqueles ataques histéricos insuportáveis e, bem, teve acidente de carro, tomou pílula, tentou se jogar da janela, se jogou no mar e taí, viva. A Dóris aprontou, maltratou velhinho, bateu o carro da amiga e além de nojenta tá com um tom de cor no cabelo que não caiu bem mas taí, viva. Pra quê matar o pobre do Fred, que não fazia mal a ninguém? Só pq ele era meio feiosinho?

Além do que a coitada da Raquel foi criada pra ser Madalena na vida: não bastasse ter passado a novela inteira tomando raquetada, agora vai viver o resto da vida com a culpa de ter causado a morte do pobre do Fred.

A Cowgirl disse que o carro não precisava ter caído nas pedras: poderia ter caído no mar. Como o Fred enquanto não tava andando de bicicleta tava nadando, ele poderia muito bem escapar. Depois denunciava a Dóris, que se ferrava no final como todo vilão de novela tem que se ferrar, e ainda ficava com a Raquel que, tudo bem, tava com um corte de cabelo horrendo mas até que merecia ter happy end.

Manoel Carlos não sabe é de nada!!

quinta-feira, outubro 9

Eu tenho sono. Muito sono. Vou hibernar ali e já volto.