terça-feira, novembro 4

O clima anda pesado. As coisas estavam estranhas, agora estão pseudo-serenas, num silêncio que, sinceramente, me assusta. Me obrigaram a revirar um monte de coisas e sentimentos que eu já tava quase esquecendo. Chorei sozinha, engoli um monte de desaforos que estavam na ponta da língua. Pessoas disseram coisas duras, doídas de dizer, mais ainda de escutar. Tem mais gente cruel no mundo do que se imagina.

E eu tô só esperando tirar alguma coisa de boa disso tudo.

Nenhum comentário: