domingo, maio 23





Pra quem acha que os solos de guitarras deveriam ser banidos da face da Terra, é melhor conhecer o Guitarras do Cerrado e rever seus conceitos. Não, nada de "calango-music", aquela música feita pra essas bandas e que só serve mesmo pra quem tá muito doido na Chapada.O Guitarras é um projeto que reúne 5 grandes guitarristas da cidade em um cd de composições próprias que, acreditem em mim, é muito bom. Eu fui ontem num show no Teatro Garagem e preciso dizer que não me arrependi em nada.

Primeiro veio o Kiko Péres que, coitado, nunca, mas nunquinha mesmo, vai conseguir se livrar do aposto ex-Natiruts (como se isso fosse bom, mas enfim...), mas pra compensar tem um irmão que é um charme. E apesar de ex-Natiruts, ele manda bem à beça, vale dizer.

Mas em matéria de charme, ganha o Marcelo Barbosa, um negão que dispensa comentários. Aliás, na hora eu ainda não tinha ligado o nome à pessoa, mas eu já o tinha visto tocando com uma banda chamada Zero10 numa dessas noites para esquecer. Ele é na verdade guitarrista de uma outra banda meio esquisita, mas deixa pra lá. Falando assim até parece que o cara não presta. Muito pelo contrário: um dos pontos altos da noite, na minha opinião, foi quando um pequeno duelo com cara de improvisação feito no palco com o Celso Salim. O negão deu um show além de ter mostrado muita.. hmm.. ginga. Ai ai...

O Haroldinho dispensa apresentações. O camarada toca com os dentes, de ponta cabeça, pendurado no lustre, assobia e chupa cana. Simplesmente inacreditável. E, bem, agora resolveu cantar. E eu prefiro não falar sobre esse assunto. Sei lá, vai ver ofendo alguém..

Quem continua o melhor é o Celso Salim mesmo. O blues dele é tudo, a guitarra dele é tudo, a banda dele é tudo. O cara é tudo. E tem as pernas mais finas do oeste, mas isso a gente deixa pra lá.

Aliás, agradecimentos especiais à GRV, que me vendeu dois cds com desconto. É que não tive tempo de passar no banco e tudo o que consegui juntar na carteira (incluindo moedinhas) não dava pra comprar o que queria. Acabei levando R$20,00 por R$17,00 e tô feliz da vida.

Nenhum comentário: