quinta-feira, agosto 26

Eu tô querendo falar, mas é estranho. Muito estranho.
E fui só eu ou vcs também acharam a líbero do time americano de vôlei indoor a cara da Kim Bassinger?

Em tempo: Pensando melhor, acho que ela se parecia mais com a Daryl Hannah...

terça-feira, agosto 24

Se a Daiane não chorou, eu confesso que fiquei no quase.

segunda-feira, agosto 23

Palavras de virar cabeça
Meu amado vai usar
Palavras como se elas fossem mãos
Tantos rodeios
Pra enfim me roubar
Coisas que dele já são

Lábia - Chico Buarque e Edu Lobo
Chuva. Motoristas completamente malucos. Academia da Cachaça; caipirinha Magnífica; Sandra de Sá. Pizza. Teatro dos 4, peça mais ou menos, Como sobreviver a festas e recepções com buffet escasso. Museu de Belas Artes, domingo de chuva. Pizza. Garota de Ipanema, com direito a R$20 gastos em uma camiseta como lembrança pro meu pai; Renato Gaúcho. Sol = Cristo, de trenzinho. KFC. Shopping Rio Sul. Chuva. Museu Submarino. Chuva. Idéia de jerico = passeio de barco na Ilha Fiscal. Chuva = mar encarpelado. Ilhados. Palácio da República, ou Casa do CaTete; exposição do Getúlio fechada. Chuva. Pizza. Aniversário de 95 anos do Teatro Municipal; orquestra, coro e Silvio Barbato; grátis. Teatro do Leblon, peça bizarríssima, O Santo Parto; Sérgio Marone e Roberto Bomtempo se beijando. Chuva, neblina, chuva.

Copacabana à noite. Chuva, pizza, blá blá blá. Motoristas insanos. Colher de Pau, delícia, nada de pizza. Paella de frente pra praia. Tatuagem de Henna em Ipanema; Ziraldo, o vendedor de refrigerantes; brincos a R$5. Cristo de novo, de carro; Mirante onde o Michael Jackson fez o clipe (informação super importante!). Almoço no Círculo Militar, vista pra Praia Vermelha. Pôr do sol na praia, catando conchinha, sozinha, em paz e feliz.

Ah, e o pior sushi que já comi na vida.
Com que mentira abriste meu segredo?
De que romance antigo me roubaste?
Com que raio de luz me iluminaste
Quando eu estava bem, morta de medo?

Soneto - Chico Buarque
Eu não tenho tv a cabo.
E sofro.
Porque eu gosto de assistir as Olimpíadas. Aliás, é tudo o que tenho feito por enquanto. Mas sério, alguém merece o Datena ou o Galvão?

domingo, agosto 8

Blergh!!!! Eu tô perdida!!!!

sexta-feira, agosto 6

Alguém deve ter chegado um dia pra Silvia Abravanel e dito: Querida, eu acho que vc devia tentar ser apresentadora. E quer saber mais? O Décio Pitinini vai ser um ótimo colega de trabalho, já viu quanta expressão ele tem em frente às câmeras? E veja que carreira de sucesso seu pai tem. O carisma e talento devem estar no sangue, minha flor, vai lá!
Daí ela esqueceu que era adotada e acreditou.

quinta-feira, agosto 5

Eu não sou uma mera desocupada. Eu sou uma desocupada viciada em paciência.
Beeem pior.
Em tempo: O meu-futuro-marido fez cirurgia de correção de miopia há alguns dias. O que significa que ele não vai mais usar óculos. O que quer dizer que ele perdeu metade do charme. Só metade. O resto fica por conta do fato de eu ser louca por ele desde a época do Balão Mágico.

quarta-feira, agosto 4

Eu acho que a gente começou a se dar bem. Isso demorou um bocado, pq eu passei bastante tempo achando que ele simplesmente não gostava de mim. É, não ia com a minha cara mesmo. Não que eu tivesse alguma vez na vida feito algo pra aborrecê-lo, mas enfim, às vezes o santo não bate. Simples assim. Já tava me conformando quando a resposta praticamente caiu no meu colo: ele tinha medo de mim.

Medo de quê, exatamente, eu ainda tô ensaiando descobrir. Talvez um pouco por achar que eu poderia estar me apaixonando (ou coisa semelhante). E isso era mau, muito mau. Porque se apaixonar é pedir pra sofrer, e ser objeto de paixão é igualzinho que nem fazer alguém sofrer, e ele não queria me fazer sofrer. Taí. Apesar de superconvencido, era uma atitute bacana na essência, eu acho. Tá, eu admito, na hora eu não achei nada legal não. E ainda não acho, mas tô dando uma de Pollyanna. Já que, vale dizer, eu não tava nem perto de apaixonada.

Mas na verdade eu comecei esse assunto pq andei pensando em poder. Na auto-escola passaram um desenho animado que eu já tinha visto quando era criança: o pateta é Mr. Walker, um pacato cidadão pedestre. Do tipo que cumprimenta os vizinhos, afaga caezinhos e faz bilu-bilu em criança. Mas quando ele dirige um carro ele vira Mr. Wheeler, praticamente uma versão encarnada do Belzebú, capaz de atropelar velhinhas nas calçadas.

Pois é. Vc pode ser uma pessoa legal e levar relacionamentos sociais saudáveis sendo Mr. Walker, com inseguranças humanas numa vida onde shit happen. Mas daí um belo dia alguém te diz eu te amo e vc sente que tem aquela pessoa na mão. E assim se torna um Mr. Wheller que simplesmente desanda todo o processo!

segunda-feira, agosto 2

E eu aderi à moda do Yogurte. Eu já tinha sido convidada a entrar antes de aparecer no Fantástico, vale dizer. O negócio é realmente interessante. Desencavei umas pessoas do fundo do baú, desde antigos colegas de colégio até o moleque que me odiava na 1ª série. Todos adicionados como "amigos", claro, pq eu quero mais é aumentar a minha comunidade. Acho que funciona assim...

domingo, agosto 1

O Yaccs só guarda os comentários por cerca de 3 meses. Depois desse tempo eles simplesmente desaparecem, indo pra alguma espécie de limbo dos comentários ou coisa que o valha. Então como eu não sei se todo mundo teve a curiosidade de ler o comentário da Lia sobre o lance das cotas, eu vou publicar ele aqui, mesmo pq é mais ou menos assim mesmo que eu penso, mas me aborrece muito tocar nesse assunto.

"Vamo falar sim. Isso aí que vc disse é o que eu sempre falo pro povo. Eu não preenchi nenhum campo na ficha de inscrição perguntando a minha cor. Logo, a coisa é bem democrática. A merda acontece aaaantes da ficha de inscrição, só que as soluções simplórias são sempre as mais aceitas, porque infelizmente somos simplórios. Ai, esse assunto também ferve o meu sangue!!!

E vamo falar aqui: esse negócio de botar a culpa no que passou e pedir um ressarcimento de algo provocado pelas gerações que já se foram me parece muito com aquela coisa de botar a culpa na mãe por causa dos próprios problemas. Sem contar que é querer acabar com uma injustiça sendo injusto com quem não tem nada a ver com a origem do drama. Aaaaaaaaai!

Droga... Eu cederia a minha vaga pra alguém (de qualquer cor)de comprovada baixa renda (porque até na escola pública tem gente endinheirada), mas não pra um colega negro que tenha estudado na carteira ao lado da minha, numa bela e cara escola particular. Pronto, não falo mais nesse assunto."

Liazinha Maremoto

E eu tenho recebido e-mails insistentes sobre o boicote aos cinemas hoje. Pois bem, eu acho, sim, cinema muito caro. Também acho que poderia ser mais barato. Então eu não vou ao cinema hoje. Mas é só pq vou ver o homem-da-minha-vida, no Conjunto Nacional, às 17h. Querendo me identificar, é só procurar pela feiosa mais frenética com máquina fotográfica na mão. Sou eu.