segunda-feira, setembro 13

Disse o poeta , que do amor era descrente
Quase sempre a gente gosta
De quem não gosta da gente..

Meu rádio e meu mulato - Herivelto Martins

Nenhum comentário: