domingo, outubro 17

Os velhos olhos vermelhos voltaram,
dessa vez
com o mundo nas costas e a cidade nos pés.
Pra que sofrer se nada é pra sempre?
Pra que correr
Se nunca me vejo de frente?
Parei de pensar
e comecei a sentir.
Nada é como um dia após dia,
uma noite, um mês.
Os velhos olhos vermelhos voltaram

De vez.


Olhos vermelhos - Capital Inicial

Nenhum comentário: