terça-feira, fevereiro 1

Eu: Então tá, boa viagem.
Ele: Você quer alguma coisa do Rio?
Eu: Ué, por quê? Você vai me trazer alguma coisa do Rio?
Ele: Se você pedir eu trago.
Eu: Não precisa, imagine, não vou te dar esse trabalho.
Ele: Trabalho nenhum. Já sei, vou te trazer uma conchinha.

Eu: Tô esperando minha conchinha, hein?
Ele: Claro, eu trouxe!
Eu: Puxa, sério? Não achei que...
Ele: A gente nem foi à praia direito, tive que procurar numas pedras, mas acho que você vai gostar.

E foi assim que eu ganhei uma pequenina conchinha lilás e branca, como uma jujuba, num gesto de lembrança e consideração que eu definitivamente não esperava. É, eu sou mulherzinha e achei fofo.

Nenhum comentário: