quarta-feira, setembro 14

Eu, que sou mesmo rata de teatro, às vezes me dou bem e às vezes me meto em cada roubada. Radio Esmeralda AM, por exemplo, foi uma peça de teatro que me surpreendeu. Positivamente, vale dizer. É incrivelmente simples e divertida. Um show, leve, despretensioso, completo, com tudo o que um show pode ter. Bom, menos engolidores de facas e domadores de leões, mas ninguém vai ao teatro esperando encontar isso, certo? As moças cantam (muitíssimo bem, por sinal), se dão muito bem com improvisos da platéia e são absurdamente carismáticas.

Ao contrário, fiquei bastante desapontada com a última peça dos Parlapatões. O primeiro espetáculo deles que eu vi, ppp@WllmShkspr.br, foi tão bom, mas tão bom, que eu virei fã dos caras. Tanto, que alguns anos depois eles voltaram pra cá apresentando outra, Sardanapalo eu fui uma das primeiras da fila. E me surpreendi pela completude: os caras, dançam, cantam, sapateiam e fazem malabarismo com facões. O máximo. Daí fiz a maior propaganda quando soube que eles vinham com As Nuvens e/ou Um Deus Chamado Dinheiro, comprei o ingresso com a maior antecedência pra não correr o risco de ficar sem.

Bom, eu não sou nem crítica nem entendida de teatro, mas na minha opinião, sendo bem simpática, a peça pode ser definida como... chata. Eu não vejo por que pra se criticar algo tenha que se fazer polêmica, falar alto, falar palavrão. Eu acho que peguei o espírito de contestação, mas não acredito que havia necessidade de ser tão rude. Um desapontamento só. E quem foi por indicação minha deve estar me xingando até agora...

Nenhum comentário: