sexta-feira, setembro 30

A gente não se perde no caminho da volta.

Ou coisa assim. Escutei hoje no rádio. Gostei. Foi o Sarney quem disse, mas quem se importa? A frase não é dele mesmo. E eu não me lembro de quem é. Mas quem se importa? Gostei.

Nenhum comentário: