sábado, novembro 11

Não é porque eu sujei a roupa
bem agora que eu já estava saindo
Nem mesmo por que eu peguei o maior trânsito
e acabei perdendo o cinema
Não é por que não acho o papel onde
anotei o telefone que estou precisando
Nem mesmo o dedo que eu cortei abrindo a lata
e ainda continua sangrando
Não é por que fui mal na prova de geometria
e periga d'eu repetir de ano
Nem mesmo o meu carro que parou de madrugada
só por falta de gasolina
Não é por que tá muito frio,
não é por que tá muito calor

O problema é que eu te amo
Não tenho dúvidas que com você daria certo
Juntos faríamos tantos planos
Com você o meu mundo ficaria completo
Eu vejo nossos filhos brincando
E depois cresceriam, e nos dariam os netos

A fome que devora alguns milhões de brasileiros
Perto disso já nem tem importância
A morte que nos toma a mãe insubstituível de repente
Dela eu já nem me lembro
A derrota de 50 e a campanha de 70 perdem totalmente o seu sentido,
As datas, fatos e aniversários passam
Sem deixar o menor vestígio
Injúrias e promessas e mentiras e ofensas caem fora
Pelo outro ouvido
Roubaram a carteira com meus documentos
Aborrecimentos que eu já nem ligo
Não é por que eu quis e eu não fiz
Não é por que não fui
E eu não vou

O problema é que eu te amo
Não tenho dúvidas que eu queria estar mais perto
Juntos viveríamos por mil anos
Por que o nosso mundo estaria completo
Eu vejo nossos filhos brincando
Com seus filhos que depois nos trariam bisnetos

Não é por que eu sei que ela não virá
que eu não veja a porta já se abrindo
E que eu não queira tê- la,
mesmo que não tenha a mínima lógica esse raciocínio

Não é que eu esteja procurando no infinito a sorte
Para andar comigo
Se a fé remove até montanhas,
o desejo é o que torna o irreal possível
Não é por isso que eu não possa estar feliz, sorrindo e cantando
Não é por isso que ela não possa estar feliz, sorrindo e cantando

Não vou dizer que eu não ligo,
eu digo o que eu sinto e o que eu sou

O PROBLEMA É QUE EU TE AMO

Não tenha dúvidas, pois isso não é mais secreto
Juntos morreríamos, pois nos amamos
E de nós o mundo ficaria deserto
Eu vejo nossos filhos lembrando
Com os seus filhos que já teriam seus netos


Meu mundo ficaria completo (com você) - Cássia Eller

Nenhum comentário: