terça-feira, março 29

Às margens do notebook HP eu sentei e chorei.

E, gente, funcionou. Tô me achando meio bipolar, porque tem dias em que eu acordo otimista com o mundo, me achando confiante, segura de que agora as coisas vão ser pra melhor. E esses dias são ótimos, por motivos óbvios. Daí no dia seguinte eu quero sumir, desaparecer, deixar de existir, posição fetal na cama e no escuro até 2012.

Então eu tava em prantos. E quem me conhece sabe que uma vez aberto o aguaceiro... Pois é. Daí eu sentei no computador. E escrevi. Com pausas pra ir ao banheiro lavar o rosto. Bem dramático. Abracei a Maria do Bairro que existe em mim. Depois de umas horas (pois é!) tava mais calma. Achei bom descobrir que funciona.

Depois fiquei sem saber o que diabos fazer com o arquivo. A proposta é a gente desabafar e depois jogar fora ou é desabafar pra ler depois e perceber que aquilo passou?

Nenhum comentário: